Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Obras de pavimentação são reiniciadas em Maracajá

Entre os trabalhos que estão sendo retomados encontra-se o das rodovias de acesso ao Encruzo do Barro Vermelho, no limite com Araranguá
Redação
Por Redação Maracajá, SC, 02/04/2020 - 21:21
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As empresas contratadas para pavimentar os acessos ás localidades de Espigão da Toca, Encruzo do Barro Vermelho e Garajuva, em Maracajá, começaram nesta semana a retomar as obras.  A liberação de atividades foi possibilitada por revogação parcial do decreto de Situação de Emergência do governo do Estado, para enfrentamento do coronavírus.

Na quarta-feira, 1º, primeiro dia de liberação, os preparativos foram retomados com mobilização de recursos humanos e equipamentos e organização de logística. Nesta quinta-feira, 2, à tarde, engenheiros responsáveis pelas obras se reuniram com a engenheira Vanessa Jerônimo, chefe do Setor de Planejamento da Prefeitura, para ajustes de responsabilidades.

As obras de pavimentação da Rodovia Angelino Acordi, acesso a localidade de Espigão da Toca, com obras em 1,6 quilômetro foi a primeira a ser iniciada e a que está mais adiantada. “Nesta obra entramos na reta final, de acabamentos, implantação de sinalização horizontal, limpeza final e entrega da obra”, relata Vanessa. Estima-se que, no máximo, em duas semanas toda a obra esteja concluída, dependendo de condições climáticas favoráveis.

A pavimentação de 2,2 quilômetros das Rodovias José Jovelino Costa e Alcino de Freitas (antiga MR-370), que dão acesso a localidade de Encruzo do Barro Vermelho, até os limites com Araranguá, entra na fase de implantação de asfalto em sua primeira etapa, de impermeabilização do leito. Para isto necessitam que empresas fornecedora de asfalto voltem a atuar, previsto para a semana que inicia no dia 13 de abril.

Na Rodovia Manoel Antônio Pedroso, de acesso a localidade de Garajuva, onde serão pavimentados 3,3 quilômetros, as obras recomeçaram na quarta-feira e ganham ritmo a partir da próxima segunda-feira (6). As obras encontram-se em fase de implantação de drenagem de águas pluviais, antecedendo a etapa final de terraplenagem em todo o trecho. A paralisação em duas semanas, segundo a engenheira Vanessa Jerônimo, pode prejudicar prazos de entrega das três obras.