Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“O Pânico me motivou a sair do rádio”

Mudanças na carreira, histórias em Criciúma e comunicação. Porã Bernardes contou os seus segredos na Som Maior
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 01/09/2017 - 14:59Atualizado em 01/09/2017 - 14:59
(foto: Amanda Farias)
(foto: Amanda Farias)

Vindo ao sul catarinense para palestra na Feira das Profissões de Turvo e participação no evento South Tech Summit, o comunicador Porã Bernardes participou do Programa do Avesso, onde falou sobre a saída do Pretinho Básico, mídia digital e novos rumos da carreira.

“O programa foi um momento lindo da minha carreira, mas passou e bola para a frente. Quando começou eu já tinha 15 anos de rádio, mas o Pretinho tornou tudo muito maior”, disse.
Sua saída da RBS foi bem compreendida pela equipe. Ele acredita que a vida seja composta de ciclos, e que esse havia acabado. Agora será professor e diretor da rádio da Unisinos.

“Não enjoei, a paixão não termina, estou três meses fora do ar e louco para falar. As vezes precisamos arriscar, olhei para o pessoal do Pânico e vi que não queria ficar contando aquela piada velha todo dia”, explicou.

Porã acredita que as novas mídias são benéficas para a comunicação. Para ele o rádio e a internet são semelhantes, onde a notícia tem que ser instantânea. A inovação deve ser constante para não perder público.

“Não é de um dia para o outro que se inova. Precisa desenvolver isso dentro da tua equipe. São estratégias para construir esse novo conceito de profissional”.

O comunicador revelou que não era humorista antes do Pretinho Básico. Ele se define como um cara bem humorado, que consegue debater qualquer assunto sem grandes dificuldades.

 “O Pretinho começou com essa base, foi acontecendo e se costurando. Quando aquilo se tornou um programa de humor, perceberam que devíamos fazer as pessoas rirem. Depois começaram a entrar humoristas mesmo, com personagens”, lembrou Porã.

Longe do rádio há três meses, ele não costuma acompanhar o programa, para não sentir saudades e evitar comparações.

Curta o vídeo do programa abaixo: