Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Nós somos a maior empresa de formaturas do Brasil”

A história de Antônio João Pereira, o Tonhão da AM Formaturas
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 23/06/2018 - 15:01

Empreendedorismo, trabalho e dedicação são os principais ingredientes para o sucesso do entrevistado deste sábado (23) no Nomes e Marcas. Antônio João Pereira, o Tonhão, é o idealizador da AM Formaturas e do AM Master Hall. Aos 77 anos ele relembra sua trajetória que começou ainda muito cedo.

Tonhão é natural de Passo do Sertão (hoje São João do Sul) e, aos 20 anos, mudou-se para Araranguá. Casou-se e formou sua família. Ele trabalhou por 13 anos em uma loja de móveis, como marceneiro. Depois começou seu próprio negócio, nos fundos de casa. Começava a trabalhar às 7h da manhã e parava às 0h.

“Aos sábados colocava os moveis em uma carroça, com cavalo de um vizinho, e íamos eu e meu irmão entregar nos prédios. Subíamos as escadas de três andares, porque naquela época não tinha elevador. Isso no sábado à tarde e domingo de manhã. E no descanso, no domingo à tarde, nós íamos jogar futebol”, relembrou.

Foram 29 anos com a fábrica de móveis. “Eu me aposentei com 40 anos de carteira assinada e achava que não precisava trabalhar mais. Aí eu fiquei com a banda. A banda eu tenho há 37 anos”, contou. A banda surgiu quando era presidente do extinto SASIL (Sociedade Amigos do Arroio do Silva).

“Eu fiz um carnaval e contratei uma banda. Eles eram esforçados e eu disse para eles melhorarem os equipamento. Eles disseram que não tinham ajuda. EU disse que iria dar uma mão. Comprei equipamentos, mas eles não tinham nem ônibus e eu emprestava um caminhãozinho que eu tinha. Mas não foi, porque eles só queriam tocar rock. Daí eu falei para eles pararem ou transformaríamos em uma banda de baile. Aí mudei uns três ou quatro elementos e passei a cuidar melhor. E cresceu, a banda Scorpions cresceu”, esclareceu.

Depois Tonhão montou uma empresa de formaturas para o filho em Florianópolis: a Mega Formaturas. A empresa fez certo sucesso, mas acabou não dando certo. Depois ele iniciou a AM Formaturas em Criciúma, junto ao filho Marcelo. O nome ‘AM’ surgiu não por acaso. O ‘A’ de Antônio e o ‘M’ em homenagem aos três filhos: Marcelo, Maurício e Márcio.

“Hoje, segundo uma professora da Unesc que fez uma pesquisa, hoje nós somos a maior empresa de formaturas do Brasil. Fazemos mais de 90 formaturas por ano e tem empresas que fazem mais de 200, mas terceirizam tudo. Eu não”, contou.