Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

No bairro Ceará, lixo reciclável não é coletado há quase três semanas

Resíduos vão se empilhando e moradores têm de voltar a recolher
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 01/04/2020 - 17:09Atualizado em 01/04/2020 - 17:12
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Já fazem quase três semanas que a coleta do lixo reciclável não vem acontecendo no bairro Ceará, em Criciúma. De acordo com Maurício Geraldo, morador do bairro, as duas últimas datas de recolhimento acabaram passando batidas pela Prefeitura - e o lixo vai se empilhando nos locais.

“Essa coleta era realizada todas as quintas-feiras e, nas últimas duas semanas, não aconteceu. Já estamos indo para a terceira semana sem coleta e sem uma resposta da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma [Famcri]”, afirmou o morador.

Maurício destaca que demorou um tempo para que as pessoas do bairro pegassem o hábito de preparar o lixo reciclável, e que só gostariam de uma resposta para saber se a coleta irá ou não continuar acontecendo. “Devido a minha atividade profissional, estou com mais ou menos 150kg de material reciclável, e não é lixo normal. Eu aproveitei esse período para trabalhar em meu depósito e fui desmontando caixas e caixas de papelão, criando um volume maior de material”, disse.

Em nota o governo de Criciúma informou que, por se tratar de resíduos que podem ser armazenados por até cinco dias, a coleta seletiva está sendo prejudicada, em função da necessidade de redirecionar pessoal para atuar com a coleta normal. 

O recolhimento do lixo comum segue sendo realizado no município, mas com restrições. Devido ao decreto do governador Carlos Moisés, a empresa responsável pela coleta liberou para isolamento os funcionários do grupo de risco. Além disso, em dias de chuva, a coleta é suspensa para garantir a saúde dos trabalhadores.