Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Municípios aguardam ações do Estado no combate ao coronavírus

Prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, é a representante em grupo organizado pelo governo de Santa Catarina
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo 01/04/2020 - 10:35Atualizado em 01/04/2020 - 12:47
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Segue a definição de estratégias de combate ao coronavírus em Santa Catarina. O governo do Estado montou um grupo de trabalho, com reuniões diárias, para definir as ações. Participa como representante dos municípios a prefeita de São José, Adeliana Dal Pont. Os municípios cobram, agora, a efetividade dos planos na área da saúde para, gradativamente, retornar a atividade econômica no Estado.

"Nós tivemos a primeira reunião na terça-feira. Estiveram muitas entidades reunidas (empresariais e comerciais). A discussão agora é por setor, o que pode voltar gradativamente e a forma como devem voltar. Para acontecer a retomada, as obras e infraestrutura que o estado se comprometeu de montar, tem que estar acompanhada", afirmou Adeliana.

Os municípios esperam a chegada de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), testes e leitos de UTI. "Ainda não temos a ideia de quantos novos leitos de UTI foram montados. A programação era de que 150 novos leitos teriam sido montados para que novos pacientes tenham pelo menos a chance de serem tratados. Temos cobrado do secretário da Saúde de que essas duas coisas devem caminhar muito próximas", apontou a prefeita.

O plano estadual da Saúde foi apresentado aos municípios na última segunda-feira. Uma das solicitações, sem resposta positiva até o momento, feita pelos municípios foi a definição de retorno ou não de atividades aos domingos e não na quarta-feira, como ocorre. Adeliana também destacou as particularidades de cada região que poderiam ser levadas em consideração na hora da tomada de decisões.

"É importante ter em mente que os nossos municípios são diferentes. Uma cidade com aglomeração e densidade demográfica alta, como é São José, é diferente do município onde há espaçamento, mais território e menos população. tAmbém levamos isso em consideração, é importante que tenhamos tratamentos diferentes para regiões e municípios", disse.

Os municípios também afirmam não terem recebido respostas sobre a possível antecipação do repasse do ICMS. "Como município tenho que pedir a antecipação. O secretário da Fazenda, Paulo Eli, não acenou com absolutamente nada e disse que o estado também precisa desse dinheiro. A princípio não haverá flexibilização nenhuma", lamentou. 

Tags: coronavírus