Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Moradores protestam pela manutenção do traçado de avenida em Vila Esperança

Reivindicação é pela manutenção do traçado da Avenida Manoel Gregório Pacheco, atualmente em pavimentação na comunidade
Canal Içara Içara, SC, 21/07/2021 - 16:32Atualizado em 21/07/2021 - 16:33
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Moradores de Esperança, em Içara, promoveram uma manifestação sobre a linha férrea na manhã desta quarta-feira, 21. A reivindicação é pela manutenção do traçado da Avenida Manoel Gregório Pacheco, atualmente em pavimentação na comunidade. “A ferrovia é a detentora da faixa de domínio onde será feita a obra e a autorização, segundo alega a própria ferrovia, ocorreu com a garantia da pavimentação do outro lado do trilho, no trecho que vai abrigar o Terminal Intermodal Sul”, aponta a prefeita Dalvania Cardoso (PP). “A única alteração feita pelo nosso governo neste projeto foi buscar junto ao Governo do Estado um aditivo para incluir na obra uma ciclofaixa”, afirma.

“Queremos o projeto original, que foi lançado em 2019 e teve liberação do Governo do Estado. Conseguimos a construção de uma capela mortuária no ano passado e com o desvio proposto, a avenida terá que transpassar a ferrovia e vai ocupar uma parte do estacionamento do cemitério. A mudança também vai criar duas novas passagens sobre a ferrovia. A própria FTC, anos atrás, eliminou algumas passagens por questão de segurança. Queremos respostas sobre a nossa reinvindicação e, se não conseguirmos, faremos novos protestos”, indica a moradora Gislaine Aparecida Cechinel Wusnieski.

“É uma obra importante, mais um eixo de desenvolvimento para a cidade ligado a BR-101, passando pela comunidade de Vila Esperança e trazendo a valorização dos imóveis, a qualidade de vida com a pavimentação. São 6,2km de asfalto com quase R$ 10 milhões de investimento do Governo do Estado e também um investimento importante da Prefeitura de Içara de R$ 1,8 milhão com recursos próprios”, ressalta Dalvania. “Precisamos encontrar uma solução que possa ser viável a todos os envolvidos neste projeto”, pontua a prefeita.