Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Morador de Lauro Müller é condenado por esfaquear companheira

Júri popular determinou pena de 11 anos, três meses e três dias para tentativa de homicídio
Por Francine Ferreira Criciúma, SC, 17/12/2018 - 08:00
Sessão do Tribunal do Júri foi realizada no Fórum da Comarca de Tubarão/Foto: Reprodução Google
Sessão do Tribunal do Júri foi realizada no Fórum da Comarca de Tubarão/Foto: Reprodução Google

O morador de Lauro Müller, réu em uma ação penal por esfaquear a própria companheira três vezes em outubro de 2017, em Tubarão, vai ter que cumprir 11 anos, três meses e três dias de reclusão. O júri popular, realizado no Fórum da Comarca onde o crime foi registrado, condenou o indivíduo por tentativa de homicídio privilegiado, por meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio, uma vez que o crime foi praticado contra a mulher por razões da condição do sexo feminino.

A tentativa de homicídio ocorreu no mês de outubro do ano passado, em uma residência na Rodovia Norberto Brunato, em Tubarão. O filho da vítima, de 14 anos, presenciou todo o crime e foi quem pediu socorro para a avó, depois do ocorrido.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou a mulher, com lesões no abdômen e braço direito, ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, onde permaneceu internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por vários dias.

O acusado fugiu logo depois do crime e se apresentou na Delegacia de Polícia Civil apenas dias depois do ocorrido. Chegou a ser liberado para responder em liberdade, mas posteriormente acabou preso preventivamente, em Orleans, e encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.