Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ministro fala em nova fase do MEC no governo Bolsonaro

Milton Ribeiro esteve em Tubarão nesta terça-feira, e pontuou cobranças a prefeitos que não prestam contas
Por Vítor Filomeno Tubarão, SC, 22/02/2022 - 18:05 Atualizado em 22/02/2022 - 18:06
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Em entrevista coletiva durante evento em Tubarão, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que denunciou mais de 700 prefeitos para os devidos Tribunais de Contas por não terem prestado as devidas contas ao seu Ministério. Segundo ele, a pasta está em um novo período de responsabilidade financeira.

"O governo do presidente Bolsonaro não tem mais ladrão, nem corrupto, nem desvio de dinheiro de escola. É por isso que, neste ano, vamos ter mais de 15% a mais no nosso orçamento da Educação para as Universidades. O MEC vive uma nova dimensão em termos de seriedade do uso do recurso público.  Em um ano e oito meses de gestão, mandei mais de 700 prefeitos ao Tribunal de Contas porque não me prestaram as contas devidas", afirmou ele.

O ministro esteve em Tubarão para o lançamento do Programa de Educação Financeira do Estado de Santa Catarina. Resultado de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o programa tem como objetivo promover a abordagem do tema junto aos estudantes catarinenses.

"Os catarinenses saíram na frente, de maneira mais oficial, para dar condições aos nossos meninos para que tenham habilidade para tratar suas finanças, porque nós temos um apelo muito grande nos comércios para fazer em 50x, e a pessoa só calcula o que ela pode pagar, mas não calcula o quanto está pagando. São coisas simples, mas vão ter um reflexo no futuro", argumentou Ribeiro.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito