Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ministério Público abre espaço para discutir seu modo de atuação

Entidade realiza encontro em Criciúma nesta quarta-feira, com os promotores do Sul
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 09/10/2019 - 08:07Atualizado em 09/10/2019 - 08:09
(foto: Erik Behenck)
(foto: Erik Behenck)

O Ministério Público mudou a forma de definir as suas prioridades em Santa Catarina. O procurador-geral Fernando Comin está rodando o estado, com reuniões regionais para que os promotores indiquem suas prioridades. Nesta quarta-feira, 9, o encontro acontece em Criciúma, na sede da Amrec, sendo que os representantes de outras regiões podem acompanhar pelo YouTube.

“O Ministério Público tem o Plano Geral de Atuação, que é elaborado a cada 2 anos. Pela primeira vez estamos buscando abrir esse processo para diversos segmentos da sociedade”, explicou Comin. “A ideia é mostrar que a condução do MP vai ficar de acordo com as necessidades da população. A gente as vezes poderia definir prioridades que não correspondem com o esperado”, emendou. 

Conforme o procurador-geral, é preciso aperfeiçoar o modelo seguido pelo MP. Acredita que a Operação Lava Jato tenha sido importante para destacar a atuação da entidade. “A gente vive um novo momento, é uma nova comunicação do Estado com a sociedade. O próprio setor produtivo está tendo que se reinventar, num regime competitivo e com novas tecnologias”, comentou.

Citou ainda que o modelo antigo de atuação foi rompido, nos âmbitos social e político. Em Santa Catarina são mais de 440 promotores, sendo 46 na região Sul. O Ministério Público atua como um defensor da sociedade e não do estado. Veja mais sobre o evento de hoje.

De volta a região

Comin é natural de Siderópolis, mas procurou desenvolver a sua carreira em outras regiões, até para não ter problemas nas tomadas de decisões. Seu avô foi o primeiro operador da máquina Dragline Marion 7800. “Eu tenho a memória muito viva daquelas engrenagens gigantes girando”, recordou.