Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Médico explica a diferença entre hipotireoidismo e hipertireoidismo

Glândula pode acelerar ou reduzir a velocidade do metabolismo
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 24/04/2018 - 17:49Atualizado em 24/04/2018 - 18:21
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

A tireoide é uma parte importante do corpo, mas na maioria das vezes só é lembrada quando apresenta problemas. Localizada na região do pescoço, é comum que suas alterações permaneçam no organismo ao longo da vida. Ela é dividida em dos tipos: hipotireoidismo e hipertireoidismo. No Ponto a Ponto, o endocrinologista Davi Francisco Machado falou sobre o assunto.

“Ter tireoide é uma coisa boa, o problema é não ter. O paciente geralmente quando fala isso quer dizer que tem problema, alguma disfunção, como o aparecimento de nódulos”, explicou o médico 

A tireoide é uma glândula que pode acelerar ou lentificar todo o organismo, e quando cresce gera sintomas. A aceleração acontece por meio do hipertireoidismo, gerando perda de peso, alterações de humor e ansiedade, entre outros sintomas. Já a lentidão é proporcionada pelo hipotireoidismo, que causa aumento de peso, problemas de memória e sonolência.

“Ele gera retenção de líquido. Não é uma causa de obesidade, a pessoa pode ter uma dificuldade para perder peso, mas não irá engordar por causa do hipotireoidismo”, destacou.

O bom funcionamento dessa glândula é primordial para funções metabólicas do organismo, os hormônios produzidos pela tireoide regulam desde as mínimas funções cerebrais até aquelas relacionadas ao intestino e aparelho genital, por tanto, é importante ficar atento aos primeiros sintomas.