Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Manchester Criciúma dobra estrutura com a incorporação do Grip Invest

Filiada à XP Investimentos, Manchester Investimentos tem nove escritórios na região Sul e se prepara para abrir um escritório na cidade de São Paulo
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 28/02/2021 - 17:26
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

De olho no potencial de crescimento da região sul de Santa Catarina, a Manchester Investimentos, um dos maiores escritórios credenciados à XP Investimentos, que está presente em Criciúma desde o começo de 2020, está expandindo os negócios. No fim do ano passado, a Manchester Criciúma incorporou o Grip Invest, escritório filiado à XP Investimentos e criado por ex-executivos da Caixa.

“Nosso objetivo é terminar este ano com R$ 500 milhões sob gestão e em dois anos dobrar esse valor, alcançando R$ 1 bilhão”, afirma Jair Bergmann, sócio e diretor de expansão da Manchester Investimentos. “Não poderíamos deixar de marcar presença numa região que tem uma economia tão punjante”, diz Bergmann, acrescentando que a experiência, o conhecimento dos profissionais e a estrutura da Manchester são um diferencial para conquistar clientes pessoas físicas e empresas.

Criada há 50 anos na região Sul, em Joinville, onde já tem presença consolidada, a Manchester tem sob gestão uma carteira de R$ 9 bilhões e pretende nos próximos três anos praticamente dobrar esse volume, para R$ 30 bilhões.

O ano de 2020 foi muito positivo para a Manchester, que registrou expansão de 100%, ampliando para 150 o quadro de assessores financeiros e para nove o número de filiais. Além de Criciúma, foram inauguradas filiais mais três filiais, em Chapecó, Itajaí e Jaraguá do Sul, e adquiridos escritórios em São Bento do Sul e Curitiba. O próximo passo é a abertura de um escritório na cidade de São Paulo, coração financeiro da América do Sul. O escritório deve ser inaugurado nas próximas semanas e contará com um time de 35 pessoas até o fim de 2021. “Ter uma base forte em São Paulo é estratégico para os planos de crescimento da Manchester”, diz Henrique Baggenstoss, sócio da Manchester.