Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Lotada, Unimed anuncia suspensão de cirurgias eletivas

São 52 leitos ocupados por conta do coronavírus e 17 pacientes na UTI. São, em média, dez novos internados por dia
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 23/11/2020 - 13:41Atualizado em 23/11/2020 - 13:43
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em comunicado distribuído no começo da tarde desta segunda-feira, 23, a Unimed Criciúma informa sobre a aflitiva situação que enfrenta nos seus atendimentos por conta da evolução da pandemia de Covid-19. Na nota, é informado que "infelizmente estamos no pior momento da pandemia que iniciou em março". A cooperativa destaca que ampliou em três vezes o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no período "mas o número crescente de atendimentos e internados nos obrigam a medidas nos obrigam a medidas de contenção para evitar a falta de leitos".

O número diário do Pronto Atendimento (PA) da Unimed em Criciúma aponta um salto de 30 para 250 "com mais de 50% com resultados positivos para Covid-19, e uma taxa de internação de 3%". Ou seja, de cada dez positivados no PA, três precisam ficar internados. A nota enumera, ainda, uma média diária de dez novos internados por conta da Covid-19.

"Hoje estamos com 52 leitos ocupados por Covid-19 e mais 17 pacientes na UTI", sublinha o comunicado. Com isso, a Unimed anunciou que a partir desta segunda-feira, 23, diminui as cirurgias eletivas e as realoca para o Hospital São João Batista e que, a partir do próximo domingo, 29, estarão suspensas todas as cirurgias eletivas, tanto na Unimed quanto no São João Batista. "Pedimos a compreensão dos colegas cirurgiões", apontou a nota oficial. 

Confira abaixo o comunicado da Unimed Criciúma: