Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Latam não pousa em Jaguaruna. Volta a crise com bombeiros

Voo que chegaria às 14h45min desembarcou em Florianópolis. RDL garante que os bombeiros estão a postos
Denis Luciano
Por Denis Luciano Jaguaruna, SC, 11/04/2019 - 14:48Atualizado em 11/04/2019 - 14:56
Arquivo / A Tribuna
Arquivo / A Tribuna

Está de volta a crise dos pousos e decolagens no Aeroporto Regional Sul. Ao partir de São Paulo, no começo da tarde, o comandante da aeronave que traria o voo que pousaria às 14h45min em Jaguaruna comunicou aos passageiros que o voo provavelmente não desceria em Jaguaruna, mas sim em Florianópolis, o que efetivamente ocorreu faz poucos instantes.

"Se negou a pousar. Isso que nós mandamos a normativa dizendo que os bombeiros estão lá, a postos, o mesmo efetivo de sempre, e eles acharam por bem não pousar", explica o diretor da RDL Aeroportos, André Constanzo. "É uma norma deles, interna, mas o Governo do Estado está permitindo, dentro da lei, cumprindo com todos os pré-requisitos para que esse aeroporto tenha segurança e capacidade. Dentro da sua categoria, o aeroporto cobre todos os requisitos", informa. Ocorre que a RDL informou as empresas aéreas que operam em Jaguaruna - Latam e Azul - sobre o pedido feito à Anac para desobrigar o aeródromo do serviço com os bombeiros, o que acarretou a decisão da Latam de desviar o voo.

Na aeronave, que desceu em Florianópolis e não em Jaguaruna, estavam quinze prefeitos das regiões da Amrec e Amesc que voltam de Brasília, onde participaram da Marcha dos Prefeitos. Estava no voo, também, o deputado federal Ricardo Guidi (PSD).

A medida prejudicou também os passageiros que embarcariam na mesma aeronave, às 15h10min, no voo que parte de Jaguaruna com destino a São Paulo. Muitos ficaram no saguão do Regional Sul no aguardo de mais informações.

O Estado, com amparo da RDL, fez consultas recentes à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para desarticular a presença permanente do Corpo de Bombeiros, com base em normativa da própria Anac que desobriga aeroportos do porte do Regional Sul de manter essa estrutura. "Mas não houve essa desmobilização. O serviço está lá, o caminhão e os bombeiros estão lá. Foi uma decisão unilateral essa da Latam de não pousar", explica o diretor. "Estamos buscando uma solução com a Anac", conclui.

Confira mais detalhes às 18h no Ponto Final na Rádio Som Maior e nesta sexta-feira no Jornal A Tribuna.