Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

João Doria visita Expo Revestir, faz discurso em fórum e conversa com a imprensa

O governador de São Paulo falou da importância da feira para a economia do país
Amanda Farias
Por Amanda Farias São Paulo , 12/03/2019 - 12:17Atualizado em 12/03/2019 - 12:34

Às 10h da manhã, pontualmente, abriram-se as portas para a 17ª edição da Expo Revestir. O corte da fita nas cores verde e amarelo foi feito pelo governador do estado de São Paulo, João Doria. Após o ato que marcou a abertura oficial, ele visitou todos os estandes da feira no Transamérica Expo Center, ao lado de Antonio Carlos Kieling, CEO da Anfacer (Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos) e também acompanhado pela imprensa e demais autoridades políticas e empresariais. 

Doria participou do Fórum Internacional de Arquitetura, Design e Construção, e destacou a importância do evento para a economia. “Basta fazer uma visita aqui para se ter a noção da grandeza, da dimensão desse setor que gera empregos, gera renda, paga impostos e eleva o nome do Brasil internacionalmente”, salientou.

Em entrevista coletiva à imprensa, o governador de São Paulo falou a respeito dos impactos para a indústria cerâmica após a redução do aumento médio do preço do gás. Isso porque no último mês ele anunciou os termos do acordo entre a indústria paulista e a Comgás para reduzir o reajuste médio no preço do gás industrial de 36% para 23% a partir de 1º de março. O Governo realizou reuniões ao longo do mês de fevereiro entre as indústrias química, de vidros e cerâmica, a Comgás e a Arsesp (agência reguladora). 

"Gera milhares de empregos, gera oportunidades, além de gerar qualidade no ramo da construção civil. Tomamos a iniciativa de reduzir o imposto sobre o gás, pois ia impactar fortemente no custo final de produtos, que por sua vez, quem pagaria a conta final seria o consumidor", ressaltou Doria.

De acordo com o CEO da Anfacer (Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos), Antonio Carlos Kieling, Santa Catarina representa hoje 25% da produção nacional na indústria de cerâmica e revestimentos. “O grande destaque de Santa Catarina, efetivamente, é na qualidade dos produtos que apresenta em termos de valor de marca e é um estado muito vocacionado para o mercado internacional”, comentou. 

Fotos e vídeo: Amanda Farias