Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

"João de Deus nunca se declarou espírita"

Vice-presidente da Federação Espírita Brasileira, Geraldo Campetti, afirma que a mediunidade é um instrumento divino
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 27/12/2018 - 09:09Atualizado em 27/12/2018 - 11:43
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Nos últimos dias diversas acusações foram feitas contra o médium João de Deus. Seu nome por outras tantas vezes é associado ao Espiritismo, algo que não é correto, de acordo com o vice-presidente da Federação Espírita Brasileira, Geraldo Campetti. Em entrevista ao Programa Adelor Lessa, falou sobre os princípios dessa crença. 

“O próprio João de Deus nunca se declarou espírita. Ele é um médium, e isso não é a mesma coisa. Mediunidade é uma faculdade que todos nós temos, mas, nem todos temos desenvolvida”, afirmou. “Para nós, a mediunidade deve ser sempre aplicada com Jesus. É um instrumento para ajudar as pessoas”, emendou Campetti.

Segundo o vice-presidente, a “medicina terrestre” não pode ser substituída pela mediunidade. “Quando se fala em médium, logo se pensa em Espiritismo, é preciso separar. Pode ser praticado também na Igreja Católica, ou em outros lugares. No espiritismo praticamos a caridade, jamais um trabalho individualista. O médium jamais deverá receber algo em troca do que está realizando”, afirmou.