Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Inclusão digital que ensina idosos a ler e escrever

Curso de informática no distrito de Guatá, em Lauro Müller, é oferecido para alunos da terceira idade
Por Redação Lauro Müller, SC, 06/07/2019 - 21:22Atualizado em 07/07/2019 - 00:05
Divulgação
Divulgação

Alunos da terceira idade, frequentadores do programa de Inclusão Digital oferecido pela Administração Municipal de Lauro Müller, estão aprendendo a usar o computador como ferramenta diária. Desconhecido por alguns, experiência nova para a maioria, o acesso à informática está gerando uma quebra de paradigma social, com o início da alfabetização de alunos que passam, agora, a ter contato com a escrita e a leitura.

Os cerca de vinte alunos da turma de Inclusão Digital, realizado no distrito do Guatá têm, agora, a primeira interação com o computador, principalmente para a digitação de textos e a exploração da internet. Durante as aulas, alguns dos participantes passaram a ler e escrever, com aprendizado vindo do contato com a informática, com a supervisão do orientador. “Estamos tendo um retorno muito positivo desses alunos. Todos entraram sem saber mexer com a máquina e hoje já dominam os conceitos básicos do computador”, afirma o professor Marius Ronchi.

A possibilidade da interagir com o computador, principalmente nas tarefas de digitação e leitura do material produzido, fez com que a aposentada Marlene da Silva Elias, 71 anos, começasse a ler e escrever. Ainda de forma inicial, a moradora do Guatá diz que quer complementar a aulas de informática para aprimorar a alfabetização, que começou com a Inclusão Digital, para realizar um sonho. “Quero aprender para ler toda a Bíblia, para completar minha devoção em Deus”, diz Marlene. Além dela, o aposentado Antônio Padilha também deu os primeiros passos na alfabetização aprendendo a manusear o computador. “Acho essa iniciativa muito boa para nós. Estou aprendendo muito aqui”, conta.

Segundo a secretária de Assistência Social do município, Rubia da Silva, a oferta de vagas para Inclusão Digital na terceira idade deve ser ampliada. “Para nós, da secretaria de Assistência Social, é uma satisfação esse trabalho. (...) Esse é o carinho que queremos para nosso povo. Esse programa traz para as pessoas da terceira idade, que estão participando do programa, a possibilidade de independência e emancipação”, afirma Rubia. De acordo com a secretária, o projeto de Inclusão Digital executado pela Administração Municipal é uma ponte para a alfabetização, sendo uma das pontas de atendimento Centro de Referência de Assistência Social do município.

Na visita ao programa, o prefeito Valdir Fontanella pode conversar com os aprendizes de informática, conhecendo o desempenho durante as aulas. “Me sinto feliz, sabendo que vocês estão aprendendo com a informática. É satisfatório ouvir de vocês, as conquistas que cada um tem nos mostrado hoje. Tenho muita alegria pela mudança positiva que esse programa tem trazido para a vida de vocês”, conta o prefeito.

As aulas do programa de Inclusão Digital para a terceira idade são realizadas no Centro Comunitário do Guatá.