Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Hospital São José é reconhecido como Centro de Atendimento de Urgência aos Pacientes com AVC

Portaria foi publicada no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira, dia 29, pelo Ministério da Saúde
Por Redação Criciúma, SC, 29/12/2021 - 13:57
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O Hospital São José de Criciúma recebeu nesta quarta-feira, dia 29, mais uma importante conquista. A instituição hospitalar foi habilitada por meio da portaria nº 3.415 do Ministério da Saúde como Centro de Atendimento de Urgência aos Pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC). A publicação realizada no Diário Oficial da União reconhece o trabalho que é realizado na entidade na prevenção e recuperação dos pacientes com AVC.

"Este reconhecimento é fruto de um anseio existente há mais de cinco anos, e um trabalho começado a ser colocado em prática há mais de dois anos, quando iniciamos estudos de como colocar em prática uma unidade de AVC. Depois de intensas reuniões, treinamentos, atualizações, e muito trabalho, iniciamos há pouco mais de dois anos, os atendimentos diferenciados e especializados aos pacientes com AVC. Neste momento, o Ministério da Saúde oficializa uma prática que já aplicamos no nosso Hospital, o que muito nos gratifica", explica a responsável pela Unidade de AVC do HSJosé e vice-diretora clínica da instituição, Dra. Gisele de Medeiros (CRM-8552 | RQE-3024).

De acordo com a especialista, há pouco mais de dois anos foi iniciado o atendimento precoce ao AVC, que foi se intensificando e aprimorando ao longo deste período. "Atualmente contamos com vários colaboradores em todas as esferas, para tratar o AVC e educar preventivamente os pacientes e familiares a tentar evitar a ocorrência de AVC. Fazemos palestras educativas na praça (hospital na praça), palestras ao público em geral nas áreas comuns do hospital", esclarece dra. Gisele. "Com certeza este reconhecimento vindo hoje por meio do Ministério da Saúde se deve ao intenso trabalho realizado para melhor atender o paciente que chega ao hospital com sintomas de AVC. É de grande importância o rápido atendimento ao AVC hiperagudo, pois muda completamente o resultado e a qualidade de vida do paciente após o tratamento. A ideia é reduzir ao máximo possível as sequelas que um AVC isquêmico pode provocar", complementa dra. Gisele.

A mesma ideia é compartilhada pela coordenadora do pronto-socorro do Hospital São José de Criciúma, Camila Inácio Padilha. "Quando iniciamos o protocolo de AVC no pronto-socorro há alguns anos, entendíamos que era uma meta difícil de alcançar. Mas, com o decorrer do tempo, com as simulações realizadas, com as parcerias que tivemos, conseguimos o engajamento da equipe e vimos que, se todos trabalhássemos juntos, teríamos o benefício para o paciente. Quando há a sinalização de um protocolo de AVC, todo mundo trabalha em conjunto, de forma ágil, se entendem pelo olhar. Para nós, equipe, ver que o trabalho que começamos lá atrás está sendo reconhecido, é muito gratificante", reforça Camila.

Sobre o atendimento do AVC no HSJosé

O reconhecimento recebido pelo HSJosé, só é possível graças ao esforço contínuo dos colaboradores e médicos da instituição que trabalham com agilidade, segurança, cuidado e união em prol do paciente. O AVC é a uma das principais causas de morte no mundo, além de ser a principal causa de incapacidade em adultos.

Quando o paciente chega ao HSJosé com sintomas de AVC, ele é recebido por uma equipe de enfermagem que reconhece os sintomas, e a partir daí, recebe atendimento diferencial, sendo todos em sincronia, passando pelo médico do pronto-atendimento ou pronto-socorro, avaliação da enfermagem, realização de exames e atendimento pelo neurologista, avaliação de todo o quadro e recebimento do medicamento trombolítico (para o tratamento do AVC) em até 35 minutos. Isto significa muito mais chances de recuperação do paciente e retorno às suas atividades habituais o mais próximo do normal possível.

"Sem dúvida este é o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido por toda uma equipe, primando pelo atendimento ao paciente seguindo os mais novos protocolos de tratamento do AVC, onde o tempo resposta da equipe é fundamental para o primeiro atendimento, assim como o atendimento integral por uma equipe multiprofissional", garante o diretor técnico do HSJosé, dr. Raphael Elias Farias (CRM - 13081 | RQE-9915).

A habilitação realizada pelo Ministério da Saúde estabelece também recursos em torno de R$ 100 mil ao mês que serão destinados para a manutenção do serviço e custeio de medicações relacionadas ao tratamento do AVC no hospital. "Estamos muito felizes com este reconhecimento do Ministério da Saúde pelo serviço já implantado e muito importante prestado pelo hospital a toda a comunidade. Queremos também agradecer a todos os gestores municipais e estaduais que se empenharam para que esta habilitação pudesse ocorrer", enaltece a diretora financeira e vice-diretora do HSJosé, Irmã Terezinha Buss.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito