Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Guaíba pode chegar a 5,5 metros e aumentar área de alagamento em Porto Alegre

Prefeito pede que moradores desalojados ainda não voltem para casa

Sabrina Craide/Agência Brasil Criciúma, 14/05/2024 - 06:45 Atualizado em 14/05/2024 - 06:48
Foto: Maurício Tonetto
Foto: Maurício Tonetto

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O nível do Guaíba, em Porto Alegre, pode chegar a 5,5 metros nos próximos dias. Na tarde dessa segunda-feira (13), já ultrapassou 5 metros e a tendência é de que continue subindo. A prefeitura estima que a área que já tinha sido afetada na semana passada será alagada novamente, com a possibilidade de um “pequeno avanço” na área atingida. 

O prefeito Sebastião Melo disse que as pessoas que tiveram as residências atingidas na semana passada não devem voltar para casa ainda. “Meu apelo é para que ninguém volte para casa. Tomara que não chegue a 5,5 metros, mas temos que acreditar na meteorologia”, disse em entrevista coletiva. Na última semana, o nível do lago atingiu 5,35 metros, deixando milhares de pessoas desabrigadas. 

Segundo ele, a prefeitura está preparada para alojar mais pessoas nos abrigos já existentes e em outros abrigos que serão disponibilizados. 

Atualmente, oito estações de bombeamento de águas pluviais estão em operação na cidade e até amanhã devem voltar a funcionar mais duas. Os equipamentos servem para permitir a drenagem das águas da chuva.

Porto Alegre tem 23 estações de bombeamento, mas parte delas ficou danificada pelas inundações. 

Estragos devem custar R$ 100 milhões

O prefeito estima que a limpeza da cidade após a inundação vai custar mais de R$ 100 milhões. “Você vai ter que raspar o lodo, desentupir esses canos entupidos. O estrago da cidade é monstruoso", disse. 

Um levantamento da prefeitura mostra que mais de 157,7 mil pessoas foram afetadas pelas cheias na capital gaúcha. Um total de 39,4 mil edificações foram atingidas e 1.081 quilômetros de vias públicas ficaram danificadas. 

Abastecimento de água

Segundo o diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Mauricio Loss, nesta terça-feira (14) serão religados os motores da estação de tratamento de água do bairro Moinhos de Vento, com a possibilidade de retomar o abastecimento a partir de quarta-feira (15).  

“Há previsão do repique do Guaíba, temos a contenção para isso, esperamos que nada ocorra, mas não podemos descartar que a força e o nível das águas possam atrasar esse serviço”, explicou. 
 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito