Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

FTC tem potencial para transportar passageiros, não apenas carga

Diretor-presidente Benony Schmitz vai falar sobre o temo no Fórum Içara do Amanhã
Erik Behenck
Por Erik Behenck Içara - SC, 09/10/2019 - 08:57Atualizado em 09/10/2019 - 10:17
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Para o diretor-presidente da Ferrovia Tereza Cristina, Benony Schmitz Filho, a estrada de ferro pode ser utilizada para o transporte de pessoas na Amrec. Ele vai falar sobre o assunto no Fórum Içara do Amanhã, a ser realizado nesta sexta-feira, a partir das 7h. O evento ainda contará com o senador Dário Berger e Egídio Martorano.

“Essa discutição de antever os problemas que podem aparecer por esse crescimento de 15%, acaba tendo reflexos no centro urbano da cidade. Discutir isso prematuramente evita problemas que podem acontecer no futuro. Existe isso em outras cidades, que já procuraram discutir, dando prioridade ao seu morador, ao seu cidadão”, comentou.

Benony comentou que Içara conta com a BR-101, além da Via Rápida, que liga Criciúma até a rodovia federal. Destacou que a prioridade da mobilidade urbana são os transportes coletivos e não os individuais, por isso seria interessante utilizar os vagões da FTC para essa função.

“Tem algumas soluções, como os VLTs, que possibilitam o transporte de pessoas dentro de uma região, e Içara fica muito próxima de Criciúma, que é a cidade polo do sul. Essa ferrovia vai até Criciúma e passa por 14 municípios, podendo se tornar uma opção para o transporte coletivo no futuro”, explicou.

Segundo ele, está sendo desenvolvido um projeto para o sistema ferroviário em Santa Catarina, mais esclarecimentos serão dados em uma reunião na próxima segunda-feira, 14. Benony voltou a falar sobre os transportes feitos pela ferrovia, há alguns anos até foi realizado o transporte de alunos de Içara até as faculdades de Criciúma, mas logo parou.

“Hoje a ferrovia já faz o transporte de carga, não somente carvão, mas containers. Por ser uma via cativa, permite o transporte de passageiros em determinados horários, algo que pode ser discutido de acordo com o plano urbano da região”, concluiu.