Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

FCF entende como equívoco perda de pontos do Figueirense

Expectativa da federação é de que CBF volte atrás ainda no fim da tarde desta terça-feira
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Florianópolis - SC, 08/10/2019 - 16:12
Em campo, são 17 jogos sem vitória (Foto: Andrey de Oliveira/FFC)
Em campo, são 17 jogos sem vitória (Foto: Andrey de Oliveira/FFC)

Crise dentro e fora de campo e agora até nos tribunais. O Figueirense foi punido pela CBF com a perda de mais três pontos, relativos ao W.O contra o Cuiabá, na 17ª rodada. O clube vai recorrer da decisão e é esperada uma resposta até o fim da tarde desta terça-feira.

A decisão do STJD foi pela punição do Figueirense com a perda de três pontos e uma multa de R$ 3 mil. A confusão é sobre os pontos: seria a pontuação disputada na partida ou o clube perderia mais três pontos, adquiridos ao longo da competição?

A CBF interpreta que seriam mais três pontos. O clube, com o apoio da Federação Catarinense de Futebol (FCF), contesta. O diretor jurídico da FCF, Rodrigo Capella, atesta que houve um equívoco por parte da confederação.

“Foi um equívoco. Eu conversei com o advogado do clube, os pontos já tinham sido repassados para o Cuiabá. Então o clube teria só que pagar a multa. Acreditamos que até o final da tarde tudo será resolvido”, manifestou-se Rodrigo Capella.

A federação apoia o clube na luta, mas ainda aguarda argumentação do jurídico da confederação. “Entramos em contato com o diretor jurídico da CBF. Preciso conversar com ele, enquanto não tiver essa conversa não posso dar mais detalhes. O que eu entendo é que isso já foi feito no dia do jogo (a perda dos pontos daquela partida). Só se tira mais três pontos em caso de atleta irregular”, finaliza Rodrigo.

Figueira na lanterna

Com a perda dos pontos, o Figueira afunda ainda mais na lanterna da Série B. O clube vem em uma sequência incrível de 17 jogos sem vitórias, começando no comando de Hemerson Maria, passando por Vinícius Eutrópio e agora com o auxiliar Rodrigo Casarin. 

O Furacão tem 20 pontos em 26 jogos, seis a menos do que o vice-lanterna vitória e nove atrás do Vila Nova, primeiro time fora da zona de rebaixamento.