Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Estado compra 500 respiradores fabricados no Estado 

Empresa catarinense WEG deve entregar os 100 primeiros ainda na semana que vem. Valor unitário é de R$ 60 mil
Marciano Bortolin/Paulo Monteiro Florianópolis, SC, 22/05/2020 - 18:56Atualizado em 22/05/2020 - 18:58
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Enquanto a aquisição dos 200 respiradores da empresa carioca Veigamed rende severas investigações por parte do governo do Estado, o governador Carlos Moisés anunciou a compra de mais 500 equipamentos, a R$ 60 mil cada um. Dessa vez, os respiradores são da empresa catarinense WEG, fabricados em Santa Catarina. “Hoje devemos assinar o contrato da aquisição de 500 respiradores produzidos pela empresa catarinense WEG. Está em tratativa final, acredito que até o final da noite de hoje tenhamos esses contratos”, destacou o governador, durante entrevista coletiva cedida no final da tarde desta sexta-feira, 22. 

Os primeiros 100 respiradores adquiridos devem ser entregues ainda na próxima semana, segundo Moisés. O restante dos pedidos será entregue no decorrer do mês de junho. “Temos diversas dificuldades em comprar respiradores, e isso não é uma exclusividade de Santa Catarina”, colocou o governador. 

A distribuição dos equipamentos irá ocorrer com base em estudos dos impactos da pandemia em cada região. “Temos ciência que a forma de que isso será distribuído segue critérios científicos e de dados em que cada região vai apresentar, para que sigamos planejamento prévio, na medida que determinada região de SC têm uma demanda maior pela proximidade da ocupação dos 100 leitos de UTI”, pontuou.

Atenção às regiões

O secretário de Estado da Saúde, André Ribeiro, falou que o governo tem planejamento para dar suporte às regiões mais afetadas. "Os hospitais que precisam de um apoio maior são mapeados para o envio dos respiradores", falou.

O Sul do estado é a região com a maior quantidade de casos de Santa Catarina. 

Carlos Moisés comentou sobre os 50 respiradores comprados da Veigamed e que chegaram da China recentemente. "Os que chegaram estão passando pelos procesimentos alfandegários, precisamos ter acesso para falar sobre eles", salientou.

Questionado na entrevista coletiva sobre a CPI dos Respirados em andamento na Alesc, o governador falou que o governo fará tudo que puder para contribuir.

Tags: coronavírus