Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Empresas com dificuldades de adaptação à nova LGPD

Professor Felipe Von Hertwig, da Faculdade de Tecnologia do Senai, explica os principais passos para preservar segurança de dados de clientes
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Florianópolis - SC, 18/07/2019 - 16:49Atualizado em 18/07/2019 - 16:51
(foto: Ivonei Fazzioni / SENAI)
(foto: Ivonei Fazzioni / SENAI)

As regras da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) ainda não foram absorvidas por grande parte das empresas, segundo análise do professor Felipe Von Hertwig, coordenador do Superior em Segurança da Informação, da Faculdade de Tecnologia do SENAI em Florianópolis. As novas determinações são importantes para preservar a segurança dos dados dos clientes e entram em vigor a partir de agosto de 2020.

Em evento realizado em Florianópolis, com representantes de empresas que utilizam dados dos clientes, Hertwig explicou as diretrizes que devem ser seguidas para melhor adaptação à nova legislação.

““O primeiro passo é fazer uma gap análise, ou seja, verificar as exigências da lei e o quanto os processos da empresa atendem ou deixam de atender”, disse Hertwig. “Em seguida é necessário montar um comitê multidisciplinar de segurança da informação, pois o tema não é exclusividade da equipe de Tecnologia da Informação (TI)”, salientou.

Para o professor, é fundamental que as empresas de adequem da melhor forma, para preservar não apenas os dados dos clientes, mas também os próprios, neste que é um assunto sensível no meio empresarial. “A segurança da informação envolve confidencialidade, integridade e disponibilidade e precisa ser pensada sob a ótica de pessoas, processos e tecnologia”, acrescentou. 

Hertwig coordenada, em Florianópolis, um curso de capacitação para que as empresas compreendam a nova legislação e criem os planos de adequação. As matrículas podem ser feitas site sc.senai.br/cursos.