Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Elevação de custos preocupa setor produtivo

Assunto foi levantado durante reunião da diretoria da Acic, na qual os empresários analisaram o cenário regional em diferentes segmentos
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 11/05/2021 - 17:22
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Iniciada no segundo semestre do ano passado, a retomada econômica na Região Carbonífera se reflete em números como o saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada e de empresas abertas no período. Entretanto, algumas dificuldades preocupam os empresários e geram incertezas econômicas em determinados segmentos.

Entre as preocupações está a dificuldade de obter insumos no mercado nacional, que gerou a elevação do preço de matérias-primas, obrigando as empresas a buscarem alternativas no mercado internacional, mesmo pagando mais caro em decorrência da alta do dólar e do frete.

Essas considerações foram apresentadas durante reunião de diretoria da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) na noite dessa segunda-feira, 10, na qual os empresários analisaram o cenário regional e também o nacional, ressaltando ainda possíveis impactos à economia do país com o aumento da inflação.

“Com os preços das matérias-primas em disparada, as empresas precisaram buscar alternativas, como recorrer a outros fornecedores e mesmo outros mercados. Por outro lado, a valorização da moeda americana também favorece as exportações e o equilíbrio do caixa. Mesmo com as dificuldades, as empresas têm conseguido manter os investimentos e o quadro de pessoal, projetando um cenário mais estável à medida em que avança a vacinação contra a Covid-19”, pontua o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

Qualificação

De acordo com os empresários, além da manutenção dos empregos, alguns setores estão abrindo novos postos de trabalho, porém, encontrar mão de obra qualificada é ainda um desafio. “Isso só reforça a necessidade de continuarmos lutando por uma educação de qualidade, alinhada às oportunidades oferecidas pelas empresas, para direcionar esses profissionais”, considera Dagostin.

Garantia de abastecimento energético

A classe empresarial salientou ainda a preocupação com o abastecimento de energia elétrica, um insumo importante na cadeia produtiva. Muitas regiões do país já vêm sofrendo com a estiagem e o setor carbonífero, que vive um momento delicado e necessita de uma estruturação para um novo parque termelétrico, garante segurança energética e desenvolvimento.

Reformas

Os diretores da Acic ainda ressaltaram a importância de retomar as discussões em torno das reformas tributária e administrativa, ambas em tramitação no Congresso Nacional, para que as mudanças sejam enfim aprovadas. A demanda será defendida junto aos parlamentares catarinenses, assim como outros pleitos da região.

A avaliação dos empresários é de que as reformas vão proporcionar maior segurança jurídica aos investidores e reposicionar a imagem do Brasil no exterior, favorecendo também o investimento estrangeiro no país.