Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Eleição de Joe Biden pode causar impactos diretos na economia brasileira

Segundo economista, dólar pode voltar a cair com a postura do atual presidente dos EUA
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 09/11/2020 - 08:16Atualizado em 09/11/2020 - 08:18
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O democrata Joe Biden foi eleito o novo presidente dos Estados Unidos, e a sua posse efetiva pode causar alguns impactos diretos na economia brasileira - mesmo que poucos. As mudanças não deverão ser tão drásticas, sobretudo nesses primeiros meses de mandato, mas ainda sim podem implicar em uma modificação importante: a queda do dólar.

De acordo com com o economista Pablo Piero, Biden vem mantendo uma postura diferente da de Donald Trump e promete injetar mais estímulos na economia norte-americana. “Um pacote trilionário deve ser aprovado nas próximas semanas, e isso consequentemente vai fazer com que o dólar caia em relação a praticamente todas as moedas globais”, pontuou.

Com a possível queda do dólar, que hoje está na casa dos R$ 5,37, o real poderá ser beneficiado de forma direta. Ainda sim, em comparação com as demais moedas internacionais, a moeda brasileira pode não ser tão beneficiada, dependendo bastante do movimento econômico interno.

Além disso, outro impacto econômico importante que a eleição de Biden pode trazer é o investimento nas energias verdes. “Energias como solar e outras alternativas já foram palanques de campanha dele, que vai ter uma tratativa mais dura contra a indústria do petróleo, por exemplo, e isso deve afetar a cotação das commodities de forma internacional”, reforçou o economista.

O presidente norte-americano ainda citou durante a sua campanha que promete unir forças para interferir na amazônia, buscando um cuidado maior. Uma interferência, no entanto, segundo Pablo, pode acabar resultando em atritos com o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.