Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

É cada um por si

Tem briga por Libertadores, Sul Americana e a luta para não cair
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 01/12/2018 - 13:45
Depois do empate fora com o Corinthians, Chape decide destino na Arena Condá/Foto: Divulgação
Depois do empate fora com o Corinthians, Chape decide destino na Arena Condá/Foto: Divulgação

Promete ser um fim de semana de fortes emoções este que fecha o Campeonato Brasileiro. Até para o campeão vai ter graça. Afinal, o Palmeiras recebe a taça neste domingo, 17h, em São Paulo, contra o rebaixado Vitória. Será um amistoso de luxo, e com casa cheia.

Para a grande maioria, tem algo em jogo. Desde os dois que lutam pela última vaga na fase de grupos da Libertadores, até os outros dois que brigam pela Pré-Libertadores, passando pelos seis que concorrem por duas vagas na Sul Americana e os cinco mais tensos, os que suarão a camisa contra dois lugares na Série B de 2019.

Roendo unhas

Torcedores de cinco times terão um domingo que terminará em pesadelo para dois, os que acompanharão Vitória e Paraná com a turma da Segunda Divisão do ano que vem. O risco maior é o do Sport Recife, que não depende apenas de si. O time do técnico içarense Milton Mendes terá que vencer o Santos, em casa, e ainda torcer por tropeços de dois times entre América, Chapecoense e Vasco. Só assim os pernambucanos escapam.

Mesmo no Z-4, o América vive outra realidade. Depende apenas de si. Para tanto, terá que vencer o Fluminense no Maracanã. É que se fizer isso, ultrapassa o próprio time carioca, ganhando a posição que lhe falta para não cair.

A Chapecoense vive conforto semelhante. E até melhor. Joga em casa. Ganhando, escapa. Empatando, só cai se América e Sport vencerem. Pode ficar na elite até perdendo. O problema é o adversário. O São Paulo ainda tenta lugar na fase de grupos da Libertadores. Promessa de parada dura na Arena Condá.

Vasco e Fluminense são os dois grandes sob risco. Se perderem para o Ceará, que já está tranquilo mas busca se garantir na Copa Sul Americana, os vascaínos podem despencar caso dois times entre Chapecoense, América e Sport ganhem suas partidas. Mas o empate já é suficiente. O Fluminense, se perder, fica em situação delicada. Cairá se Vasco e Chapecoense também ganharem suas partidas.

Sul Americana, Libertadores e Série B

Grêmio e São Paulo lutam pelo quarto lugar, e a vaga direta na fase de grupos da Taça Libertadores. O Grêmio, de contrato recém renovado com o técnico Renato Gaúcho, depende só de si. Ganhando do Corinthians na Arena, domingo, carimba o passaporte. Só um tropeço gremista aliado a um resultado melhor do São Paulo em Chapecó vira o jogo. Os dois somam 63 pontos, mas a vantagem gremista é no número de vitórias.

Quem se der mal nessa disputa vai acompanhar outro brasileiro na Pré-Libertadores. Nesta briga estão Atlético Mineiro e Atlético Paranaense, que jogam no sábado. A vantagem é do Galo. Com dois pontos de vantagem, joga em casa contra o Botafogo. Os paranaenses terão que vencer o Flamengo fora de casa e torcer por tropeço dos mineiros

E tem a Sul Americana ainda. Quem sobrar dos Atléticos estará nela, junto com Botafogo, Santos e Bahia, já garantidos. Corinthians, Ceará, Fluminense, Vasco, Chapecoense e América brigam por duas vagas.

Os caminhos em 2019

O Criciúma está de olho na rodada. É que o Tigre vai conhecer os dois últimos rivais que faltam na Série B do ano que vem. Em se confirmando os dois atuais do Z-4, haverá um time de Minas Gerais, o América, e um pernambucano, o Sport, no radar tricolor. Pode ter mais um catarinense, a Chapecoense, ou até algum grande do Rio, Vasco e Fluminense.