Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Dois irmãos são condenados por matar um homem a facadas

Crime ocorreu em 2017, no Balneário Arroio do Silva, e chocou a comunidade
Por Vanessa Amando Araranguá, SC, 02/03/2019 - 07:11
Divulgação
Divulgação

O Tribunal do Júri da comarca de Araranguá condenou dois irmãos pelo homicídio de um homem de 41 anos, morto a facadas em janeiro de 2017. O júri popular ocorreu nessa quinta-feira, dia 28, e a condenação saiu à noite. O Conselho de Sentença decidiu condenar o jovem Mateus Neves da Silva por homicídio triplamente qualificado – por motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima – a pena de 14 anos de reclusão.

Já no caso do irmão dele, Tiago Neves da Silva, os jurados afastaram as qualificadoras, reconheceram a participação de menor importância no crime e o rapaz foi condenado por homicídio simples a cinco anos de reclusão, em regime inicial semiaberto. A sessão foi presidida pela juíza Leticia Pavei Cachoeira, titular da 1ª Vara Criminal da comarca de Araranguá.

O crime chocou a região porque a vítima, Cristiano de Oliveira Caetano, foi encontrada por populares, já sem vida, na orla do Balneário Arroio do Silva e com grande quantidade de perfurações – cerca de 20 facadas no tórax, pescoço e cabeça. Segundo a denúncia, a motivação do homicídio seria a crença de que a vítima poderia ser um delator com a intenção de comunicar a autoridade policial atos ilegais que os réus teriam praticado.