Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Do Avesso: o papel do coach no desenvolvimento pessoal

Dann Magalhães foi o convidado do Programa Do Avesso de terça-feira, 13, na Rádio Som Maior
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 14/10/2020 - 14:35Atualizado em 14/10/2020 - 15:38
Fotos: Vitor Netto / 4oito
Fotos: Vitor Netto / 4oito

Hipnoterapia, neurociência, coaching, desbloqueios emocionais e desenvolvimento de pessoas. Essas foram os assuntos do programa Do Avesso tratado na terça-feira, 13, recebendo Dann Magalhães. Ele é de Goiania, mora em São Paulo e está na região, realizando cursos e palestras e passou um pouco de sua experiência para Pity e Vitor Búrigo. 

Dann tem diversas formações, incluindo a formação em Coach por Pablo Marçal Plataforma Internacional. “As pessoas têm preconceito de uma coisa que as pessoas não conhecem. Coaching é pergunta e tarefa. Hoje o profissional está banalizado. As pessoas gostam de demonizar os nomes. As pessoas gostam de colocar as outras dentro de caixas e colocam as pessoas nelas", explicou.

Um fator interessante tratado por Dann são os bloqueios emocionais, ajudando as pessoas se desenvolverem, desbloqueando o que as pessoas não consguem realizar."Bloqueios emocionais todos existem. Quando você passa por alguns traumas na vida. Porque as pessoas não empreendem? Porque elas têm medo de não dar certo, de quebrar. Todo mundo é empreendedor e todo mundo é vendedor", pontuou. 

Ele também trabalha com hipnose, que muitas pessoas apresentam um preconceito para essa ciência. "A hipnose não controla. Ela trabalha em cima de sugestões e quando ela passa pelo fator crítico e entra no seu subconsciente, essa sugestão vira uma verdade e o seu corpo reage perante aquilo", afirmou. 

Conforme ele, atualmente estamos em uma zona de conforto, o que faz com que as pessoas se acostumem e não se movimentem para alcançar seus objetivos. "Quando eu tenho tudo ao meu controle e eu vou ficar na zona de conforto. Então eu não vou crescer, pois não preciso me movimentar para fazer nada. Eu simplesmente estou no meu lugar", enfatizou. 

Ouça a entrevista completa: