Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Defesa do prefeito de Cocal do Sul pode renunciar 

Equipe afirma estar sofrendo pressões políticas 

Por Giovana Bordignon Cocal do Sul, SC, 01/07/2024 - 10:01 Atualizado em 05/07/2024 - 11:28
Foto: Rafael Niero/Arquivo 4oito
Foto: Rafael Niero/Arquivo 4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A equipe de advocacia do Dr. Marcos Rinaldo Fernandes tomará uma decisão crucial ainda nesta segunda-feira (1º). Eles devem decidir entre manter ou renunciar à defesa do prefeito afastado de Cocal do Sul, Fernando de Faveri (MDB).

Em entrevista ao programa Adelor Lessa, da rádio Som Maior, o advogado ressaltou a dificuldade de continuar a defesa em meio a pressões político-partidárias que vêm comprometendo a condução do caso. Ouça a entrevista completa:

O prefeito Fernando de Faveri está preso desde o dia 19 de junho, após decisão do Tribunal de Justiça, onde é investigado na operação "Fundraising" do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As acusações contra o prefeito envolvem a prática de ilícitos contra a Administração Pública, incluindo desvio de recursos públicos e fraudes em licitações. Em recente decisão, o desembargador Maurício Cavalazzi Povoas negou recurso da defesa e manteve a prisão preventiva de Faveri.

Leia mais:

Segundo o advogado, a decisão de renunciar à defesa é considerada devido à interferência política que se mistura com questões jurídicas. "Não é possível que se continue com uma defesa onde a política partidária mistura a situação com uma questão de relação jurídica", afirmou. Ele destacou que a pressão para incluir outros advogados na equipe de defesa tem sido intensa, apesar de considerar a equipe atual plenamente capaz de conduzir o caso.

A decisão de não protocolizar o habeas corpus na última sexta-feira (28) foi influenciada por pressões externas. "Pressão político-partidária de certas formas, silenciosa. Outras situações me levaram então a abortar a decisão de protocolizar na sexta-feira e conversar com o Fernando no final daquela noite", explicou.

Com a prisão preventiva mantida, Fernando de Faveri continua detido no presídio de Santa Augusta, sem prazo definido para liberação. 

Tags: eleicoes2024

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito