Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

De olho na volta ao profissionalismo, Metropol abre escolinha

Clube começou novo trabalho na base, com foco na montagem de um time para a Série C do Catarinense em 2021
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 26/02/2020 - 15:57Atualizado em 26/02/2020 - 16:06
Fotos: Fabrício Júnior / FME
Fotos: Fabrício Júnior / FME

O Metropol não esconde seu objetivo na nova fase que passou a viver oficialmente nesta quarta-feira, 26: retornar ao futebol profissional. E o quanto antes. "Durante o decorrer desde ano, estaremos disputando competições amadoras, de acordo com a faixa etária da categoria, tendo como meta a terceira divisão do Campeonato Catarinense de 2021", anuncia o presidente do clube, José Carlos China Vieira. 

E como no futebol tem que começar da base, o Metropol não quer fazer diferente. A escolinha, com apoio da Fundação Municipal de Esportes (FME), iniciou suas atividades nesta quarta, no estádio João Estevão de Souza. "Nossa escolinha objetiva a formação de cidadãos e atende crianças e jovens de 9 a 17 anos", explica China. “Desde que fomos procurados, nos colocamos à disposição para auxiliar da forma em que fosse possível neste trabalho de reestruturação. Conhecemos a grandiosa história do Metropol e estamos felizes em estarmos fazendo parte dela”, comenta o presidente da FME, Nícola Martins. 

Os preparativos do Metropol começaram em 2019. “Hoje foi um dia histórico para todos nós, pois reiniciamos os trabalhos no clube após mais de 30 anos. O Metropol reabre suas portas com um projeto social muito grande, a médio e longo prazo”, ressalta o presidente China. “Tenho dito que sonhar grande ou primeiro dá o mesmo trabalho. Por isso, vamos continuar trabalhando e buscando apoio, para que a marca Metropol possa repetir os feitos do passado”, emenda. 

O sonho

O Metropol encerrou suas atividades no profissionalismo em 1969, quando sagrou-se campeão catarinense pela quinta vez. Pioneirimo no profissionalismo pleno em Santa Catarina, o Metropol foi a grande força estadual dos anos 60, tendo levantado ainda as taças do Estadual em 1960, 61, 62 e 67. Cumpriu, ainda, uma vitoriosa excursão pela Europa em 1962. Nutriu grande rivalidade com o Comerciário, atual Criciúma, contra o qual ficou invicto por quase uma década.

O caminho de retorno

A Série C, última divisão profissional do futebol catarinense, vai promover três times para a Série B estadual nesta temporada. Os clubes que foram à reunião na Federação Catarinense de Futebol (FCF) e demonstraram interesse em participar em 2020 são Orleans, Araranguá, Águia do Litoral (Tijucas), Atlético Batistense (São João Batista), Atlético Hermann Aichinger (Ibirama), Atlético Itajaí, Blumenau, Carlos Renaux (Brusque), Curitibanos (Paulo Lopes), Fraiburgo, Guarani (São Miguel d´Oeste), Imbituba, Jaraguá, Nação (Joinville) e Porto (Porto União). Não é garantido que os adversários sejam estes caso o Metropol retorne em 2021.

As categorias

A categoria pré-mirim, para nascidos em 2009 e 2010, treina às segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 9h. Os mirins, de 2007 e 2008, trabalham nos mesmos dias da semana, às 14h, a exemplo da equipe infantil, nascidos em 2005 e 2006, que treinam às 15h30min. O time juvenil vai ser treinado às terças e quintas-feiras, a partir das 18h30min.

Túlio Salvaro é o responsável pelas categorias de base, com apoio de profissionais da área de Educação Física, apoio da FME e presença de um profissional de Psicologia oferecido em convênio com a Esucri. Haverá também as equipes de meninas, que atuarão em parceria com o futebol feminino de Criciúma, que contará com horários de treinos conforme a demanda a definir.

As inscrições para as escolinhas estão abertas pelo telefone (48) 99147-1960. Não existe cobrança de mensalidade, sendo apenas pedido um apoio espontâneo no ato da matrícula.