Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Dal Farra quebra silêncio: Tigre vai atrás de CEO e diretor-executivo

Presidente do Tigre participou de coletiva no CT do Criciúma; Ocimar Bolicenho pode vir
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 03/12/2019 - 12:19Atualizado em 03/12/2019 - 12:40
Foto: Celso da Luz / Criciúma EC
Foto: Celso da Luz / Criciúma EC

Depois de um longo silêncio, quebrado esporadicamente para pronunciamentos de demissão e contratação de treinadores, Jaime Dal Farra finalmente concedeu entrevista coletiva. No CT do Tigre, o mandatário colocou duas situações: o Criciúma está atrás de um CEO para fazer a gerência interna do clube e um diretor-executivo de futebol, que será o responsável pela montagem do elenco para 2020.

Foi a primeira manifestação pública de Dal Farra após o rebaixamento, confirmado em campo na 37ª rodada da Série B e promulgado fora dele com a vice-lanterna após o término da competição. O presidente afirmou ter feito um investimento de R$ 40 milhões nos quatro anos à frente do Tigre e que teve um prejuízo de aproximadamente R$ 10 milhões. Dal Farra voltou a falar em colocar o Criciúma na Série A e admitiu erros na montagem do elenco nesta temporada: para 2020, quer um time "com a cara do Tigre de 1991".

Finanças

Apesar do prejuízo do próprio Dal Farra, o presidente afirmou que o Tigre está livre de dívidas. "O clube está saneado, não tem nenhuma dívida. Nosso torcedor pode ter orgulho, não deve um centavo. Investi neste ano o dobro que eu pensava. Trouxemos treinador e diretor de ponta. Infelizmente dentro de campo não deu certo. Botei dinheiro meu, foi o que assumi com o torcedor e o conselho. Fiz isso por amor extremo ao Criciúma. Estou colocando tudo o que eu aprendi na vida, o dinheiro da minha família a favor do Criciúma", disse.

"É uma gestão profissionalizada em sistema de empresa. Não tem clube nenhum que eu tenha conhecimento que tem lucro no Brasil. É muito déficit. Como investidor, coloquei bastante dinheiro: em quatro anos, paguei R$ 40 milhões e tive o retorno de R$ 30 milhões", acrescentou.

Bolicenho

Pipoca nos bastidores que Dal Farra jantou na segunda-feira com o diretor-executivo do Londrina, Ocimar Bolicenho. O dirigente tem passagens por Paraná, Santos, Athletico Paranaense e Ponte Preta e pode ser o próximo executivo do Tigre, suprindo a vacância deixada pela saída de João Carlos Maringá, no final de setembro. Dal Farra desconversou. 

"Trabalhamos com vários nomes. O Criciúma está bem administrado, a nossa base é extraordinária, temos futebol feminino elogiado por CBF e Conmebol. Falei com pessoas nesses dez dias que estou afastado e tão logo tenha a certeza anunciaremos o nome", limitou-se a dizer.

Além do diretor-executivo, o clube projeta a contratação de um CEO, com um nome que pode ser anunciado ainda no primeiro trimestre de 2020.  "Vamos dar a chave na mão do cara, devemos anunciar até março. Tem o exemplo recente disso o Fred Luz, no Flamengo. É isso que a gente quer: trazer cada vez mais gente habilitada, profissionais, porque o futebol é realmente muito difícil. O futebol brasileiro tem muitos clubes. O futebol muda muito rápido", anunciou.

Acompanhe ao vivo:

11:24

Permanências para 2020: "terminou o contrato com o Cavalo. Primeiro vamos definir o executivo de futebol, alinhado com o princípio do Criciúma. Ele é um grande treinador, apaixonado pelo Criciúma"

CEO: "Vamos dar a chave na mão do cara, devemos anunciar até março. Tem o exemplo recente disso o Fred Luz, no Flamengo. É isso que a gente quer: trazer cada vez mais gente habilitada, profissionais, porque o futebol é realmente muito difícil. O futebol brasileiro tem muitos clubes. O futebol muda muito rápido"

Estrutura do Tigre: "Patrimônio de mais de R$ 100 milhões. Não tem uma torneira com problema no clube"

11:20

Erros de 2019? "A montagem do elenco não foi adequada. Esse ano teve erros terríveis de arbitragem, sem dúvida foi um grande fator pela dificuldade que a gente teve dentro de campo", responde Dal Farra. 

11:17

O que não será repetido em 2020? "Trazer jogadores de nome, consagrados, treinadores de ponta. Tem um termo que eu gosto de falar: tem que vir aqui comer grama, babando. Faltou essa gana. Vamos trazer jogadores que querem vencer na vida"

11:16

"Nosso time é time de Série A. A partir do ano que vem vamos almejar isso", falou Dal Farra. 

11:15

"Eu preciso de todos: vocês da imprensa e o nosso torcedor. Já estamos trabalhando muito para 2020. Já determinei para o pessoal de marketing fazer um plano para o nosso torcedor estar do lado"

11:14

"Falei com pessoas nesses dez dias que estou afastado e tão logo tenha a certeza anunciaremos o nome".

Pela fala de Dal Farra, pode pintar mesmo Ocimar Bolicenho no Tigre. 

11:12

Bolicenho é o próximo diretor? "Trabalhamos com vários nomes. O Criciúma está bem administrado, a nossa base é extraordinária, temos futebol feminino elogiado por CBF e Conmebol". 

11:12

"O clube está saneado, não tem nenhuma dívida. Nosso torcedor pode ter orgulho, não deve um centavo. Investi neste ano o dobro que eu pensava. Trouxemos treinador e diretor de ponta. Infelizmente dentro de campo não deu certo. Botei dinheiro meu, foi o que assumi com o torcedor e o conselho. Fiz isso por amor extremo ao Criciúma. Estou colocando tudo o que eu aprendi na vida, o dinheiro da minha família a favor do Criciúma"

11:10

Sobre a saúde financeira do clube: "é uma gestão profissionalizada em sistema de empresa. Não tem clube nenhum que eu tenha conhecimento que tem lucro no Brasil. É muito déficit. Como investidor, coloquei bastante dinheiro: em quatro anos, paguei R$ 40 milhões". 

11:09

"Às vezes tu sofre um revés, toma uma porrada, mas aí tu repensa tudo, faz uma reengenharia. Estamos preparados para fazer um grande ano. Recebi o apoio de todos, tenho um agradecimento para a minha diretoria e ao conselho. É o nosso time, o time de todos. Quero agradecer a imprensa e o nosso torcedor. Disparada a maior torcida de Santa Catarina. O nosso Tigrão é forte, o maior time sem dúvidas do Estado. Mostrou pela força da torcida. Chorei muito pelo que tivemos de tristeza". 

11:08

"Meu objetivo era colocar o Criciúma na Série A. Infelizmente não aconteceu. Fizemos tudo o que foi possível, tentamos. Trabalhei muito", afirmou o presidente. 

11:07

"Estamos trabalhando incessantemente. Tínhamos 14 jogadores com contrato, perdemos o Reinaldo emprestado para o Athletico Paranaense. Tivemos muitas lições neste ano e pretendemos voltar ao que era o Criciúma de 1991, que trouxe jogadores com vontade, com gana. Infelizmente neste ano foi muito difícil, muito triste. Conversei com alguns executivos, estamos próximos de fechar com um. Pretendemos modernizar o clube", iniciou Dal Farra. 

11:02

Pressionado pela torcida, Dal Farra é avesso aos microfones. Nesta Série B, falou pouquíssimo com a imprensa. Os últimos pronunciamentos foram na saída de Gilson Kleina e na chegada de Waguinho Dias. Coletiva, há muito tempo não acontece.