Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Criciúma terá dia D de vacinação contra sarampo e influenza

UBSs estarão abertas neste sábado das 8h às 17h
Por Redação Criciúma, SC, 25/04/2022 - 19:27
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O próximo sábado, 30, será o dia D na prevenção da gripe (influenza) e do sarampo em todo o país. Na ocasião, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Criciúma estarão abertas, das 8h às 17h, aplicando os dois imunizantes. A ação faz parte da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e Sarampo, que iniciou em 4 de abril.

Os trabalhadores da área de saúde já podem receber as duas vacinas. As crianças com idade entre 6 meses e menores de 5 anos, a partir deste sábado, também poderão receber os dois imunizantes. Já os idosos acima de 60 anos podem ser imunizados apenas contra a influenza.

"As metas de cobertura vacinal são de 90% para a influenza e de 95% para o sarampo. Todas as 45 salas de vacinação da cidade estarão abertas, e os profissionais de Criciúma farão sua parte para ajudar a alcançarmos essas taxas nacionalmente", afirmou o secretário de Saúde, Arleu da Silveira.

Segundo os dados mais atuais da secretaria, a campanha já aplicou 1.277 doses contra o sarampo em profissionais da saúde. Para a prevenção da influenza, foram administradas vacinas, sendo 10.488 para idosos e 1.458 para trabalhadores de saúde. A vacina contra a gripe de 2022 é trivalente e protege contra os três tipos de vírus que circularam em 2021: H3N2, H1N1 e Influenza B.

Para receber a dose, deve-se comparecer ao posto de saúde mais próximo portando a caderneta de vacinação e um documento de identificação pessoal. No caso das crianças, um responsável deve acompanhá-las.

Mais de uma vacina no mesmo dia?

"Uma pessoa pode tomar o imunizante contra o sarampo e contra a gripe de forma simultânea. Pode até mesmo tomar a da Covid-19, se ela se encaixar em todos os três grupos, observando as recomendações do Ministério da Saúde", explicou o gerente de Vigilância em Saúde de Criciúma, Samuel Bucco.

Conforme consta na página do Governo Federal, crianças entre 5 e 11 anos que sejam indígenas, que tenham alguma comorbidade ou deficiência devem esperar um prazo de 15 dias após o imunizante da Covid-19 para receber uma das vacinas. Para crianças abaixo de 5 anos, não existem vacinas contra a Covid-19 aprovadas no Brasil.

Contraindicações

Segundo Bucco, pessoas que estão com febre ou outros sintomas gripais devem aguardar a melhora para serem vacinadas. De acordo com Ministério da Saúde, a vacina da gripe é contraindicada para menores de 6 meses e para pessoas que tiveram reação alérgica grave quando tomaram a vacina da gripe anteriormente.

O imunizante contra o sarampo é contraindicado para gestantes e crianças menores de 5 anos com imunodepressão grave. Pessoas que tiveram reação alérgica grave quando tomaram a vacina tríplice viral anteriormente também não devem ser vacinadas contra o sarampo.

Segunda etapa

Na semana que vem começa a segunda etapa da campanha. A partir de segunda-feira (2), os seguintes grupos prioritários também poderão receber a vacina da influenza:

– Gestantes e puérperas;

– Povos indígenas;

– Professores;

– Pessoas com comorbidades;

– Pessoas com deficiência permanente;

– Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;

– Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;

– Trabalhadores portuários;

– Funcionários do sistema prisional;

– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

– População privada de liberdade.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito