Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Criciúma tem aumento de doenças respiratórias e gastrointestinais

Em abril, foram mais de 25 mil casos nas UPAs; vacinação é importante

Por Redação Criciúma, 22/05/2024 - 10:53 Atualizado em 22/05/2024 - 10:54
Foto: Ricardo Trida/Secom/Arquivo
Foto: Ricardo Trida/Secom/Arquivo

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Criciúma registrou um aumento significativo nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e gastroenterites. Em abril, mais de 25 mil atendimentos foram realizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24h. A maioria dos casos envolve crianças e pode ser prevenido com cuidados básicos.

A SRAG é uma condição respiratória severa que pode ser causada por diversos vírus, resultando em sintomas como febre alta, tosse, dificuldade para respirar e, em casos graves, insuficiência respiratória.

Já as gastroenterites são inflamações do trato gastrointestinal, que causam sintomas como diarreia, vômito, dor abdominal e febre, frequentemente resultantes de infecções virais, bacterianas ou parasitárias.

Vacinação e reforço no atendimento

O secretário municipal de Saúde, Deivid Freitas, ressalta a importância da vacinação, especialmente com a chegada do inverno. "A cobertura vacinal da gripe em Criciúma está em 47%. Precisamos atingir 90% do público-alvo. A prevenção dessas doenças é extremamente importante para manter a saúde individual e coletiva da população", afirmou.

As vacinas, incluindo a da gripe, estão disponíveis em todas as unidades básicas de saúde de Criciúma. Algumas delas atendem em horário estendido, das 7h às 18h30, e a sala de vacinação da unidade do Boa Vista funciona aos sábados, das 7h às 16h.

Para enfrentar o aumento dos atendimentos, a Prefeitura reforçou a equipe das UPAs dos bairros Próspera e Rio Maina com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. ""Tomamos essa iniciativa como estratégia para evitar a falta de atendimento, em específico, para crianças, grupo mais sucessíveis as doenças que aparecem com mais frequência no período de inverno. Desta forma, pretendemos auxiliar a demanda de atendimento do Hospital Materno-Infantil Santa Catarina (HMISC), bem como as nossas unidades de saúde", explicou o secretário.

O reforço é temporário, com duração inicial de 90 dias, podendo ser prorrogado.

Dicas de cuidados e prevenção

O diretor técnico da Secretaria de Saúde, Ronald Benedet Barroso, recomenda algumas medidas simples para evitar o contágio de SRAG e gastroenterites:

Para SRAG:

  • Use álcool em gel nas mãos regularmente.
  • Evite tocar na boca, nariz e olhos sem higienizar as mãos.
  • Use lenços descartáveis para limpar o nariz.
  • Use máscara se apresentar sintomas gripais.
  • Mantenha ambientes arejados.
  • Cubra a boca e o nariz com o braço ao tossir.
  • Procure atendimento médico ao apresentar sintomas.

Para gastroenterites:

  • Lave frutas e verduras após comprá-las.
  • Armazene alimentos corretamente.
  • Tenha cuidado ao comer fora de casa.
  • Lave as mãos após usar o banheiro.
  • Beba água filtrada ou fervida.

--

Colaboração: Eduarda Salazar

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito