Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Criciúma cresce no ranking do ICMS e receberá R$ 2 milhões a mais em 2020

Cidade ficou em segundo lugar, entre as dez maiores de Santa Catarina
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 17/12/2019 - 18:41Atualizado em 17/12/2019 - 18:43
Foto: Erik Behenck
Foto: Erik Behenck

Entre as dez maiores cidades de Santa Catarina, Criciúma foi a segunda que mais cresceu na arrecadação de ICMS. O índice em 2019 foi 1,91% maior do que o registrado anteriormente. O fiscal de Tributos, da Secretaria Municipal da Fazenda, Luiz Fernando Cascaes, falou sobre como isso é bom para a cidade.

“Estamos falando da maior receita isolada que existe em Criciúma, só ele vai representar mais de R$ 100 milhões. O estado não é dono de 100% do que arrecada, ele precisa distribuir 25%, entre os 295 municípios, conforme o índice de participação, que é o IPM e Criciúma teve um excelente desempenho”, explicou.

Em 2019 foram gerados 3 mil empregos na cidade, algo que colaborou com o crescimento. “Vai representar para 2020 uma injeção de recursos de mais de R$ 2 milhões, essa verba, tirando a parte do Fundeb, é um dinheiro limpo, que o prefeito pode utilizar em qualquer situação”, disse Cascaes.

Para o fiscal, os empresários estão acreditando mais na cidade e isso é um dos pontos positivos. Todos os segmentos apresentaram crescimento e nenhum deles apresentou grande destaque se comparado com os outros. O dinheiro não vem carimbado e poderá ser utilizado para qualquer coisa.

“É o valor adicionado, como se dá essa distribuição, é um cálculo muito complexo, é como se uma loja comprasse uma camisa por R$ 10,00 e vendesse por R$ 12,00, então somando todos as lojas de Criciúma, teremos o valor da cidade, e o índice de participação é o valor que retornará”, comentou.