Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
140 Motivos

Cp 3: Os templos religiosos que nos fazem amar Criciúma

por Archimedes Naspolini Filho Criciúma, 25/09/2019 - 07:20Atualizado em 21/10/2019 - 14:13

Motivos para amar esta cidade? Temos muito mais do que 140. Amo Criciúma pela história bonita da formação religiosa e cristã que a caracteriza. Da sua primeira capela, de madeira, erguida na Praça Nereu Ramos, exatamente no local aonde temos hoje da Casa da Cultura Neusa Nunes Vieira. Da sua segunda capela, na mesma praça, exatamente à frente da primeira e que, depois de ampliada várias vezes se tornou na nossa Catedral diocesana. Do primeiro templo evangélico, o da Assembléia de Deus que, depois de reformada e ampliada é essa igreja erguida na Rua Santa Catarina. Dos tantos templos de tantas denominações religiosas que se mostram casas de oração a Deus, em todos os recantos do município.

Amamos Criciúma, pela pedra angular que foi plantada, em 1880, por 144 imigrantes italianos, dentre os quais Domenico Casagrande e sua esposa Maria; Demétrio Dario, sua esposa Giovanna e os filhos Augusta, Giustina,  Antonia, Maria, Giuseppe e Giovanni; Batista Daros, sua esposa Teresa e os filhos Maria, Cecília, Caterina, Giovanni e Salvatore; Paulo de Luca, viúvo, e os filhos Alberta, Rosa, Felice, Antonio, Celeste e Luigi.

Ter esses nomes na relação dos que fundaram nossa cidade não é uma forte razão para amarmos Criciúma?
Amanhã daremos outros motivos que nos fazem amar Criciúma –aurora vibrante de uma nova e feliz geração - que completará 140 anos dia 6 de janeiro de 2020.