Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Covid-19: SC conta com novas ambulâncias para transporte inter-hospitalar

Sete veículos foram doados pela JBS, para desafogar o atendimento do Samu
por Governo de SC Florianópolis - SC, 04/08/2020 - 12:26
Foto: divulgação
Foto: divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu sete novas ambulâncias para atuar exclusivamente no transporte inter-hospitalar e desafogar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Santa Catarina. Os veículos foram doados pela empresa JBS e começaram a ser entregues no último sábado, 1.

“É um desejo antigo”, afirmou o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, sobre o recebimento dos veículos. As ambulâncias ficarão lotadas nos municípios de Joinville, Itajaí, Florianópolis, Criciúma, Blumenau, Joaçaba e Chapecó. Nesta segunda-feira, 3, os veículos foram transportados para Criciúma, Blumenau e Chapecó. Já na terça-feira, para Joaçaba.

De acordo com o superintendente de Urgência e Emergência, Saule Pastre Júnior, percebeu-se um aumento da demanda secundária no serviço durante a pandemia, que é justamente o transporte de um hospital a outro. Além disso, as novas ambulâncias permitirão reforçar as estruturas de sete macrorregiões. “Nossa pretensão é criar uma coordenação estadual para gerenciar esse tipo de transporte e desafogar as nossas regulações, o 192, dessas chamadas”, pontuou.

Para o motorista socorrista Carlos Diego, que trabalha no Suporte Básico e no Avançado, os novos veículos serão essenciais para deixar com que o Samu faça o que é sua demanda principal: o atendimento primário. “Imagina você pegar um paciente e levar até uma UTI vaga em outro município. Aí, a regulação usa a Unidade Avançada. Haverá um deslocamento longo. Se formos, por exemplo, até Nova Trento e voltar, digamos que demoraremos umas três horas. Depois que chegarmos na base ainda tem todo o período de desinfecção. Contarmos com veículos apenas para transporte aliviará muito, neste sentido, e pode igualmente ser imprescindível para que atendimentos tenham uma ação nossa mais efetiva e rápida”, finalizou.