Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Covid-19: Governadora quer reforçar o tratamento precoce (VÍDEO)

Daniela Reinehr solicitou retirada da obrigatoriedade de exames complementares para fornecimento de medicamentos à população
Denis Luciano
Por Denis Luciano Florianópolis, SC, 25/11/2020 - 17:46Atualizado em 25/11/2020 - 17:52
Reprodução
Reprodução

No pacote de medidas que anunciou no fim da tarde desta quarta-feira, 25, para conter a pandemia de Covid-19 em Santa Catarina, a governadora Daniela Reinehr anunciou seu apoio a uma das bandeiras principais do presidente Jair Bolsonaro: a aplicação do tratamento precoce na população com medicamentos como hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina e outros. 

"O tratamento precoce é uma medida eficaz para evitar o agravamento de saúde da população", afirmou Daniela. "Solicitei a retirada da obrigatoriedade dos exames complementares de diagnóstico prévios para a prescrição de alguns medicamentos que estão disponíveis para tratamento, devolvendo autonomia aos médicos para que escolham a melhor forma de tratamento, de acordo com o quadro de cada paciente", argumentou. "É extremamente importante que a qualquer sintoma procurem o atendimento e possam receber o tratamento precoce. Quero que todos tenham a mesma oportunidade e acesso ao tratamento adequado para que o diagnóstico seja rápido", emendou Daniela.

A governadora confirmou, ainda, reforço na oferta de insumos e habilitação de leitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para atender pacientes. "E já pedimos aos hospitais que mantenham os leitos. Permaneço em diálogo com o Ministério da Saúde para habilitação e prorrogação de mais leitos e na busca da garantia de que tenhamos todos os insumos necessários para o atendimento efetivo da saúde", reforçou.

Daniela afirmou, ainda, que campanhas de conscientização serão lançadas. "Igualmente importante é a comunicação com a população, estámos próximos do verão, Santa Catarina recebe visitantes e estaremos mais expostos, por isso lançaremos em breve campanhas para orientar convívio seguro. Todos precisamos ter esse compromisso com a saúde individual e coletiva para conviver com segurança. Eu convidei e conto com a Associação Catarinense de Medicina para reforçar as ações do Estado e seguimos com muito trabalho sempre zelando pela qualidade do atendimento e reforçando e capacitando os nossos recursos humanos, as pessoas que estão à frente, cuidando da população. Seguimos com muito trabalho, zelando pela qualidade no atendimento em saúde para todos", finalizou.