Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Covid-19: Criciúma receberá cerca de 700 doses da vacina na manhã desta segunda

Imunização com a vacina de Oxford deverá começar ainda na terça-feira
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 25/01/2021 - 10:14Atualizado em 25/01/2021 - 10:16
Foto: Julio Cavalheiro/Secom
Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Cerca de 700 novas doses da vacina contra o novo coronavírus devem chegar em Criciúma ainda na manhã desta segunda-feira, 25. O Governo de Santa Catarina recebeu 47,5 mil doses no domingo e, no decorrer desta segunda, estará realizando a distribuição a todos os municípios catarinenses.

“Será em torno de 700 ou 750, ainda não sabemos exatamente o quantitativo que está chegando para gente, mas deverão chegar agora de manhã no município”, declarou o secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande.

A segunda remessa de doses, desta vez da vacina de Oxford, continuará sendo para suprir o primeiro grupo prioritário: profissionais da saúde que atuam na linha de frente da pandemia e idosos. As doses da Coronavac, recebidas no início da última semana no município, não foram suficientes para cobrir a demanda inicial.

De acordo com o secretário, todos os idosos que moram em asilos e instituições de longa permanência do município já foram vacinados. Restam, ainda, algumas doses para serem aplicadas em trabalhadores da área da saúde.

“Vacinamos 1,8 mil funcionários e colaboradores da saúde considerados linha de frente, ou seja, que trabalham no SAMU, UTI, Pronto Atendimento, clínicas de internação Covid e, também, os profissionais das unidades de saúde. Nos restam pouco mais de 400 doses e o nosso pessoal da Vigilância Epidemiológica está definindo quais os critérios para essas 400 doses, definindo os demais profissionais que estão, e uma forma ou de outra, em contanto com pessoas com síndromes respiratórias, Covid-19”, pontuou o secretário.

As novas doses chegarão à regional de saúde para, então, serem distribuídas aos demais municípios da região. A imunização com as novas doses deverá ser iniciada na terça-feira, estando dependente de uma reunião entre entidades de saúde estaduais e federais que irá ocorrer nesta segunda, com o intuito de definir possíveis mudanças nos grupos prioritários.

“Serão definidas se realmente continua nessa linha, somente de profissionais que atuam na área da saúde, ou se tem outro grupo que começará a receber. Tem mais 4,7 milhões de doses que o Brasil vai distribuir ainda nesta semana, esperamos que comece a chegar para os idosos, acima dos 75 anos, e aí por diante começar a descer para as demais idades”, ressaltou Acélio.