Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Coronavírus: Na Itália, caminhões do exército levam caixões para cemitério

Criciumense que reside no país relata situação
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC , 19/03/2020 - 10:28Atualizado em 19/03/2020 - 10:30
Foto: reprodução
Foto: reprodução

A Itália já é o segundo país com o maior número de pessoas infectadas com o coronavírus. Além do número de infecções, o número de mortes também cresce exponencialmente, chegando a quase 3 mil mortos em decorrência do COVID-19. De terça para quarta-feira, foi registrado um salto de 475 mortes no país - o maior avanço diário já registrado no mundo.

De acordo com a criciumense Célia, moradora da Itália, em Bérgamo o número de mortos é tão grande que os caixões se amontoam nos chãos das igrejas. “A funerária tinha meia hora para enterrar e as funcionárias trabalham dia e noite. Mas terça foi o pico total”, comentou.

O caos é tanto que caminhões do exército vão às ruas de Bérgamo para carregar os caixões e levá-los até o cemitério da cidade vizinha. “São 60 caixões no caminhão, levados para o cemitério sem nem a família do falecido para acompanhar, apenas uma pessoa para dizer onde é para enterrar”, declarou.

Na Itália, quase 36 mil pessoas já estão infectadas com o coronavírus. O número de infectados só fica atrás da China, país de origem do COVID-19.
 

Tags: coronavírus