Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Coronavírus: Casa do Rio Maina vai receber criciumenses positivados

Local conta com 178 leitos e vai abrigar pessoas positivadas que não podem realizar isolamento completo em suas casas
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 13/07/2020 - 08:28Atualizado em 13/07/2020 - 09:02
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A casa de Saúde do Rio Maina vai abrigar pessoas positivadas com o coronavírus. A medida vem em face a situação que a cidade enfrenta com a pandemia, quando o Hospital São José (HSJ) está com os leitos do SUS com 100% ocupados. O local conta com 178 leitos e contará com equipes de atenção à saúde dos pacientes. 

"Vamos pegar a Casa do Rio Maina e a partir de hoje ou amanhã vamos acolher as pessoas que testaram positivas e não podem ficar em casa com um isolamento total por conta de familiares, e acolher essas pessoas na casa", explicou o prefeito Clésio Salvaro no Programa Adelor Lessa na manhã desta segunda-feira, 13, na Rádio Som Maior.

Conforme o prefeito, a medida foi adotada em conjunto com a secretaria municipal de Saúde e o Hospital São José, já que necessita de equipamentos físicos e pessoais para o funcionamento. "É mais uma medida que o governo está adotando com o proposíto de diminuir a quantidade de pessoas com a doença na cidade e agora chegou o ponto de usar a Casa. Não é um hospital de campanha, mas vamos acolher as pessoas", frisa Salvaro. 

Foto: Arquivo / 4oito

Diálogo com os demais prefeitos e com o governo do Estado

Segundo Salvaro, as ações regionais estão sendo discutidas com os prefeitos de toda a região. Eles ainda buscam conversar com o governador para as novas medidas que possam ser aplicadas. "O governo não podia simplesmente baixar decretos sem dialogar com os prefeitos. Simplesmente transferiu a responsabilidade para os prefeitos. O problema de uma cidade é de uma cidade, diferente de outra cidade. Então passa a ser um problema do Estado. Então tem que dialogar com todos os integrantes de todas as regiões", enfatiza. 

Prescrição de remédios

Recentemente a prefeitura comprou medicamentos que podem ser utilizados no tratamento do coronavírus. "São ações que Criciúma tem feito para apertar mais a doença. Mas é importante falar que todas as nossas medidas são adotadas de acordo com especialistas e médicos. Compramos os remédios, mas quem vai prescrever é o médico", comenta. "Cabe ao prefeito apenas ter a o medicamento disponível para o médico prescrever", completa.