Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Coronavírus: 100% dos leitos do SUS de Criciúma ocupados

Secretaria Municipal de Saúde busca medidas para liberar mais leitos habilitados para o tratamento da Covid-19
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 13/07/2020 - 08:08Atualizado em 13/07/2020 - 09:08
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

Há alguns dias a curva de casos confirmados de coronavírus aumentou significativamente na região. O caso afetou também a quantidade de leitos ocupados no Hospital São José (HSJ) em Criciúma. Os 28 leitos do SUS disponíveis estão totalmente ocupados. Atualmente, se uma pessoa precisar de um leito de UTI na cidade, ela precisará ser encaminhada para outro hospital mais próximo que tenha leitos disponíveis. 

Dos 28 leitos disponíveis no HSJ, 14 são ocupados por pessoas que não são de Criciúma, vindos da região de Tubarão. "Há alguns dias lotou o Hospital de Tubarão e a regulação indica encaminhar o doente para a UTI habilitada mais próxima. Então, esses pacientes começaram a ser encaminhados para o HSJ", explica o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, ao Programa Adelor Lessa na manhã desta segunda-feira, 13, na Rádio Som Maior.

Conforme o secretário, o aumento significativo nos casos já era esperado, mas Criciúma ainda apresenta um bom desenvolvimento na pandemia. "Chegamos no momento mais delicado. Já haviamos falado que em julho seria o mês mais crítico. Ontem conversei com o secretário do Estado, André Motta, e falei que era aquilo que já conversávamos. Agora nós temos é que disponiblizar leitos de UTI e respiradores", comenta. 

Busca por mais leitos

O HSJ conta atualmente com 10 leitos prontos, com respiradores e disponibilidade para atenderem pacientes do coronavírus, só faltam os monitores. A Secretaria de Saúde do município trabalha para conseguir o equipamento. 

A secretaria também busca liberar os leitos o quanto antes possível. "Conversei com André Motta (secretário de Estado de Saúde) e acredito que agora vamos liberar os leitos, mesmo não habilitados pelo Ministério da Saúde", afirmou Casagrande.

Sem leitos em Criciúma, pacientes serão encaminhados para outras unidades

Os pacientes de Criciúma e região que atualmente precisarem de leitos de UTI para o tratamento de coronavírus, serão encaminhados para outros hospitais que tiverem a disponibilidade de receber o paciente. "Assim funciona a regulação. Tem um leito disponível e o estado envia. Se Criciúma precisar de um leito, vai ser encaminhado para o mais próximo possível", pontua. 

Conforme o secretário de Criciúma, a cidade poderia adotar mais 40 leitos. "Sempre me preocupei muito com essa questão de leitos e respiradores. Mandei oficios falando que o São José poderia ter mais 40, conseguimos mais 10", comenta.

Buscando novidades nesta segunda-feira

Nesta segunda-feira, o secretário e a prefeitura estarão buscando novidades e medidas para tentar liberar mais leitos e ações para frear a situação do coronavírus na cidade. Outra novidade refere-se a Casa de Saúde do Rio Maina, que será destina para abrigar as pessoas positivadas com a doença. 

Tags: coronavírus