Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Cinco mil novas CNHs em 2018

Somente em Criciúma, foram emitidos 2,3 mil documentos. Índice de reprovação nas provas, porém, é alto
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 11/10/2018 - 08:46
Fotos: Guilherme Hahn / A Tribuna / Especial
Fotos: Guilherme Hahn / A Tribuna / Especial

A cada dia, são mais portadores de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs). Na região carbonífera, foram emitidos 4.945 documentos desde janeiro até ontem, conforme dados do Detran SC. Em Criciúma, quase metade disso: 2.323 documentos, o equivalente a 46,9%.

“E geralmente a maioria dos novos condutores são jovens com 18 anos recém completos”, comenta o advogado Vinícius Ribeiro, integrante da Comissão de Transporte e Mobilidade Urbana da OAB Criciúma e consultor de Trânsito da Rádio Som Maior.

Na AMREC, o segundo município que mais ganhou novos motoristas em 2018 foi Içara, com 642, seguido por Forquilhinha, com 422, e Morro da Fumaça, 245. Treviso, o menor, contabilizou 45 novas habilitações. 

Alto índice de reprovação

Os números poderiam ser ainda mais robustos, não fossem frequentes as reprovações nas cada vez mais rígidas provas de concessão da primeira CNH. Não há estatística oficial fornecida pelo Detran, mas estima-se que em cada dez que fazem as provas práticas, sete pretendentes reprovam, precisando iniciar todo o procedimento de confecção da CNH novamente. 

“Fora que a fiscalização está muito mais rigorosa, com biometria na sala de aula e nos carros da auto escolas”, conta Vinícius. “E a fiscalização é inteligente, feita durante as aulas”, adiciona, lembrando que no ano que vem iniciará a biometria nas motocicletas, a partir de fevereiro, e depois nos caminhões e ônibus.