Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Choveu metade do previsto para outubro em SC, aponta Epagri

No sul, o acumulado está 68,9mm abaixo da média histórica. Pior situação está no oeste
Rede Catarinense de Notícias / RCN Florianópolis, SC, 20/10/2020 - 15:29Atualizado em 20/10/2020 - 15:33
Rio Pelotas, entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul, indicando efeitos da estiagem / Divulgação
Rio Pelotas, entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul, indicando efeitos da estiagem / Divulgação

Segundo relatório divulgado pela Epagri nesta segunda-feira, 19, Santa Catarina registrou menos da metade da chuva esperada para os primeiros 19 dias de outubro. Em cinco das 10 regiões consideradas pela Epagri, a quantidade de chuva acumulada foi pelo menos 100 mm menor do que o esperado.

As piores situações estão nas regiões Oeste e Meio-Oeste, onde choveu menos de 15 mm no período. Já nas regiões litorâneas - onde a precipitação é menor nesta época do ano - a situação não foi tão crítica, mas os volumes de chuva ainda estão 65 mm abaixo do que era estimado. No litoral sul está, a despeito do déficit, o segundo melhor índice, com 68,9mm abaixo da média histórica. Em 19 dias choveu, na região, 52,4mm em média.

Confira também:

Falta de chuva coloca região sul em alerta

Abastecimento comprometido

Com as chuvas abaixo da média, o abastecimento de água fica comprometido. Atualmente, 21 estações hidrológicas estão em situação de emergência em Santa Catarina. Em Seara, já estão sendo utilizados caminhões pipa para garantir o transporte de água para consumo humano.

Além de afetar o abastecimento, a falta de chuvas também é uma preocupação para a agricultura. De acordo com boletim divulgado pela Epagri/Cepa em outubro, a estiagem tem atrasado o desenvolvimento de algumas lavouras como arroz, feijão e trigo, além de atrapalhar o cultivo de outras culturas, como milho e soja.

Previsão do tempo pessimista

A previsão divulgada pela Epagri é que as chuvas permaneçam abaixo da média até dezembro na maior parte de Santa Catarina. Segundo a Empresa, isto deve acontecer por conta do fenômeno climático La Niña, que também deve ser responsável por concentrar a maior parte das chuvas no litoral e elevar a temperatura no período.

Precipitação nos primeiros 19 dias de outubro (variação com a média histórica):

Oeste: 13,5 mm (-156 mm);
Extremo Oeste: 28,8 mm (-147,4 mm);
Meio-Oeste: 12,6 mm (-141,6 mm);
Vale do Itajaí: 24,8 mm (-110,3 mm).
Planalto Sul: 27,6 mm (-105 mm);
Planalto Norte: 50,7 mm (-99,2 mm);
Grande Florianópolis Serrana: 35,5 mm (-87,2 mm);
Litoral Norte: 57,1 mm (- 79,5 mm);
Litoral Sul: 52,4 mm (-68,9 mm);
Grande Florianópolis Litorânea: 55,7 mm (-67,6 mm);