Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Chega ao fim o Brasileirão: Cruzeiro está rebaixado

Com confusão após o jogo, Mineirão teve que ser evacuado; imprensa foi retirada das cabines e da coletiva
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Belo Horizonte - MG, 08/12/2019 - 18:09Atualizado em 08/12/2019 - 19:25
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Campeonato Brasileiro chegou ao fim com o rebaixamento inédito de um gigante do futebol. Pela primeira vez, o Cruzeiro cai de divisão, em uma campanha com apenas 7 vitórias, 15 empates e 16 derrotas. O golpe final veio neste domingo, 8, em derrota por 2 a 0 para o Palmeiras.

Desorganizado em campo, em nenhum momento o time de Adilson Batista ameaçou o Palmeiras, mesmo jogando em casa e precisando da vitória. Os gols dos paulistas vieram na segunda etapa, com Zé Rafael e Dudu, de cabeça.

O jogo foi encerrado aos 46 minutos, após mais de cinco minutos paralisado por confusão na arquibancada. Indignados, torcedores cruzeirenses arremessavam cadeiras no gramado. A Polícia Militar respondeu com bombas de gás lacrimogêneo, bala de borracha e evacuação do estádio. Por conta do tumulto, jornalistas da Rede Globo tiveram que ser retirados do estádio, sem que o repórter tivesse acesso à coletiva na sala de imprensa.

No outro jogo que interessava aos mineiros, o Ceará, que precisava apenas de um empate para escapar do rebaixamento, saiu atrás no marcador para o Botafogo, em gol de Marcos Vinícius. No entanto, de pênalti marcado pelo Var, Thiago Galhardo empatou a partida no Engenhão. 

Com a última vaga para a Copa Sul-americana ainda em aberto, o Botafogo precisava ganhar do Ceará, além de secar o Fluminense. Com o empate botafoguense, o Fluminense automaticamente pegou a vaga: ainda assim, o Tricolor carioca venceu o Corinthians, por 2 a 1, na Arena Corinthians: gols de Evanilson, duas vezes para o Flu, e Gustavol para o Corinthians.

Outro jogo que movimentou a rodada foi a goleada do Santos sobre o Flamengo, por 4 a 0. Mesmo de olho no Mundial, Jorge Jesus escalou o time praticamente todo titular. Ainda assim, o Santos fez valer o mando de campo e atropelou o Rubro-negro. Gols de Eduardo Sasha, Marinho e Carlos Sanchez, duas vezes.

O placar deu ao time de Jorge Sampaoli o vice-campeonato: 74 pontos, os mesmos de Palmeiras, mas com vantagem no número de vitórias - 22 a 21. O Flamengo comemorou o título, com inéditos 90 pontos.

Classificaram-se para a Libertadores: Santos, Palmeiras Grêmio, São Paulo (fase de grupos), Inter e Corinthians (pré-Libertadores), além do campeão da Libertadores e do Brasileirão, Flamengo, e da Copa do Brasil, Athletico Paranaense, que também entram direto na fase de grupos.

Foram para a Sul-americana: Fortaleza, Goiás, Vasco, Atlético Mineiro, Bahia e Fluminense.

Caíram para a Série B: Cruzeiro, CSA, Chapecoense e Avaí.