Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Cavalo quer ficar no Tigre em 2020

Treinador acredita que é uma oportunidade para apagar a mancha do rebaixamento
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 27/11/2019 - 16:59Atualizado em 27/11/2019 - 18:06
Foto: Criciúma EC / Celso da Luz
Foto: Criciúma EC / Celso da Luz

Roberto Cavalo quer permanecer no Criciúma em 2020. “Se eu ficar terei uma oportunidade imensa de apagar essa imagem que ficou da Série B do Brasileiro. Eu tenho muita vontade de permanecer porque gosto muito daqui”, disse ele durante entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, 27. E se ficar, Cavalo quer mudar o estilo dos atletas.

“O que tem que mudar no Criciúma é o perfil dos atletas. Quando eles vinham jogar aqui, pensavam que era um time bom, mas que deixava jogar. O perfil do Criciúma era bom quando era um time de pegada, hoje tem muita qualidade técnica, mas não tem aquela pegada, um capitão que se impõe, infelizmente é o perfil dos atletas”, afirmou.

Cavalo destacou que em algumas oportunidades falou que o Criciúma permaneceria, algo que acabou não acontecendo.“Algumas coisas não fluíram da forma que eu imaginava quando cheguei, tivemos muitos atletas machucados e erros de arbitragem, essas coisas fizeram com que o Criciúma tivesse um ano ruim”, comentou.

Confira a entrevista na íntegra:

Jogo contra o Oeste

O último jogo será contra o Oeste, na sexta-feira, 29. Segundo o repórter Jota Éder, ainda há dúvidas quanto a formação, que pode ser um 4-4-2 com Gianezini; Carlos Eduardo, Sandro, Derlan e Marlon; Jean, Eduardo e Foguinho; Andrew, Gamalho e Reis ou Gianezini; Thales, Sandro e Derlan; Andrew, Jean, Eduardo, Foguinho e Marlon; Gamalho e Reis 

“Existia uma dúvida com a saída do Wesley. Agora a dúvida é na lateral, se começamos com o Jean ou com o Carlos Eduardo, ou mesmo vamos fazer três zagueiros. É o time que vinha jogando, não tem muito o que mexer”, comentou Cavalo. 

O treinador já teve passagens pelo Oeste e acredita que é possível vencer. “É um jogo difícil contra o Oeste, sabemos que eles estão tranquilos por terem permanecido. É um jogo da Série B que será o último, temos que honrar a camisa do Criciúma, que é muito forte no Brasil inteiro”, frisou.

Conforme o repórter do Timaço Som Maior, a equipe treinou em campo reduzido, e Cavalo confirmou que havia dúvida nos esquemas. A viagem para São Paulo acontece na quinta-feira, 28.

Saída

O treinador de goleiros Rogério Maia fez um acordo e já deixou o clube. Ficou Maurício Dacorégio.