Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Catedral repleta na abertura da Semana Santa

O bispo Dom Jacinto presidiu a celebração na noite deste domingo em Criciúma
Por Redação Criciúma, SC, 15/04/2019 - 11:26Atualizado em 15/04/2019 - 11:26
Fotos: Bibiana Pignatel / Diocese / Divulgação
Fotos: Bibiana Pignatel / Diocese / Divulgação

A Catedral São José, em Criciúma, ficou lotada de fiéis na noite deste domingo, 14, quando a Igreja celebrou a solenidade do Domingo de Ramos da Paixão do Senhor. Por conta da chuva, a celebração que teria início na Gruta Nossa Senhora de Lourdes, teve o rito da bênção dos ramos e da procissão celebrados na igreja. A celebração eucarística foi presidida pelo Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach e concelebrada pelo pároco, padre Antônio Júnior.

Em sua homilia, Dom Jacinto recordou que, na história do mundo, muitos inocentes morreram, assim como Jesus, que foi injustiçado e que, no dia do juízo final, o bem e a verdade haverão de se manifestar para sempre. O Bispo recordou a condição frágil e pecadora da humanidade, que busca a salvação. “Continuamos fracos e pecadores. Mas para Deus, para Jesus Cristo, o que importa é que Ele veio servir e trazer a salvação para todos nós. Isto conta para Deus. E conta para Ele todos os que se abrem e o acolhem. Ali está a salvação. Não foi apenas um capricho humano condenar Jesus. Ele sabia para quem iria morrer, para todos nós. Ele sabia também que abrira a porta da vida, do reino dos céus. O que Deus quer de nossa parte é que nunca nos afastemos dele”, frisou o epíscopo, na reflexão da missa que abre a Semana Santa.

Na celebração, Dom Jacinto exortou todos a participarem das celebrações do Tríduo Pascal, que inicia na Quinta-Feira Santa e termina no Domingo da Páscoa, quando se medita a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.