Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Casa de Anita é reaberta em Laguna

Governador Carlos Moisés e ministro Osmar Terra participaram do ato nesta sexta-feira
Redação
Por Redação Laguna, SC, 30/08/2019 - 19:11Atualizado em 30/08/2019 - 19:12
Fotos: Ricardo Wolffenbüttel / Secom
Fotos: Ricardo Wolffenbüttel / Secom

Um dos espaços mais procurados pelos visitantes do Centro Histórico de Laguna, o Museu Casa de Anita está pronto para voltar a receber o público. A restauração foi concluída pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a reabertura oficial foi realizada na tarde desta sexta-feira, 30. Presente na solenidade, o governador Carlos Moisés destacou a importância da Heroína de Dois Mundos na história e como exemplo para quem vive nos dias atuais.

Durante o ato, o governador e o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, assinaram a liberação de emendas impositivas de deputados estaduais para Laguna. São R$ 350 mil para a pavimentação e drenagem da Rua Manoel Antônio Duarte, emenda da deputada Ada Faraco de Luca; R$ 250 mil para a revitalização da Praça Francisco Pinho, emenda do deputado Valmir Comin;  R$ 150 mil para a construção de uma praça na comunidade de Ponta da Barra, da emenda do deputado José Milton Scheffer, e R$ 173,2 mil para a reforma da Escola de Educação Básica Nininha Guedes dos Reis, da emenda do deputado Ismael dos Santos.

"Cada pedacinho de Laguna tem um pouco da história de Santa Catarina e do Brasil, e tudo isso temos que preservar. A Anita Garibaldi representa o exemplo de quem luta por um mundo melhor e o protagonismo que a mulher exerce na sociedade", declarou Moisés, acrescentando que a participação das mulheres na política precisa ser ampliada. O governador também parabenizou a reforma do Museu Casa de Anita e a atenção que Santa Catarina vem recebendo do Governo Federal. "Os ministros do nosso presidente têm trazido boas notícias e investimentos para o nosso Estado", lembrou.

Ministro da Cidadania exalta equipe técnica no Estado

O ministro da Cidadania, pasta à qual o Iphan é vinculado, Osmar Terra, também compareceu à reabertura. "Anita é uma inspiração única na história brasileira. Lutava por uma causa, que era a de melhorar o mundo em que vivia. Fico muito feliz de estar aqui falando desse símbolo e exemplo para o povo brasileiro", declarou o ministro.

Aproveitando a passagem por Santa Catarina, Terra enalteceu o fato de tanto o Governo Federal quanto o Governo do Estado terem optado por compor equipes técnicas na gestão pública. "Estamos muito otimistas de que vamos viver um grande momento na política brasileira a partir de agora", declarou. "Santa Catarina é o melhor Estado do Brasil em qualidade de vida, desenvolvimento. Apesar das dificuldades que o país vive, Santa Catarina consegue avançar nos indicadores como nenhum outro está conseguindo", acrescentou Terra.

Recuperação de um edifício histórico

Foram mais de R$ 610 mil de recursos federais investidos na recuperação total do edifício histórico, construído em 1.711. Além disso, de acordo com o Iphan, o local recebeu a estrutura para implantação de museu, como condições de acessibilidade, climatização, iluminação e equipamentos multimídia e de comunicação visual, contribuindo para a difusão da história e do legado de Anita Garibaldi.

De acordo com a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, houve um esforço das equipes técnicas do órgão para que a reforma tivesse saído do papel. "Estamos trabalhando com um forte apoio do ministro em todo o Brasil. É uma iniciativa do presidente Jair Bolsonaro para que nos dediquemos ao patrimônio histórico de todo o Brasil. É preciso que todos entendam o legado de Anita para o nosso país", afirmou Kátia.

O ato também teve a presença do diretor do Departamento de Projetos Especiais do Iphan, Robson de Almeida, da superintendente do Iphan em Santa Catarina, Liliane Nizzola, e do prefeito de Laguna, Mauro Candemil, além de representantes do Instituto Cultural Anita, de uma comitiva italiana, deputados, secretários de Estado e os ex-governadores de Santa Catarina e Paraná Eduardo Pinho Moreira e Cida Borghetti, respectivamente.

Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para início da obra do Complexo Ferroviário, que conta com recursos de R$ 2,4 milhões e será a primeira obra do Ministério da Cidadania a ser contratada, com recursos do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD).

Em Laguna, foi entregue ainda esse ano, pelo Iphan, a obra de restauração da Casa Candemil, que sedia o Arquivo Público Municipal. Também estão em execução a primeira etapa da requalificação urbanística do Centro Histórico e as restaurações do Clube União Operária, da sede da Sociedade Musical Carlos Gomes e do Clube Blondin, somando investimentos de R$ 12,4 milhões, além do Complexo Ferroviário e do Clube do Congresso Lagunense, que contam com outros R$ 4,41 milhões advindos do FDD.

Bicentenário de Anita

O Estado também participa ativamente no fortalecimento da Memória de Anita Garibaldi. A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) atua nas tratativas envolvendo representantes catarinenses e de cidades italianas as comemorações do bicentenário da heroína. A atividade estava prevista desde o ano passado e é um dos marcos para iniciar as festividades, que se estenderão até 2021.

As comemorações dos dois séculos de Anita Garibaldi terão atividades culturais e simbólicas em Laguna e região, além do Uruguai, Itália e República de San Marino. Uma delas é o plantio de uma rosa híbrida que simboliza a heroína dos dois mundos.