Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Caderneta de poupança poderá render menos que a inflação

Fato é ocasionado pela quinta queda consecutiva da taxa Selic
Por Guilherme Nuernberg Criciúma - SC, 06/02/2020 - 08:25Atualizado em 06/02/2020 - 14:42
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) realizou o corte de 0,25% da taxa básica de juros nesta quarta-feira, 5. A taxa Selic alcançou 4,25%, menor valor da história. Este foi o quinto corte consecutivo e desde 2016 o valor já reduziu cerca de 14%. Mas o Copom apontou que este deve ter sido o último corte.

De acordo com o economista Lucas Rocco, não era esperada uma queda tão grande e repentina como aconteceu. "A realidade é que o nosso sistema bancário tem muita gordura, tem muita diferença entre essa taxa e a praticada pelos bancos. Os bancos estão reduzindo, mas ainda operam em níveis muito altos, comparado com outros países", comentou o economista.

A baixa na taxa básica de juros liga o sinal de alerta para quem utiliza a caderneta de poupança ou está guardando valores para uma aposentadoria própria. "A caderneta nos últimos 12 meses rendeu 4,14% e com a Selic a 4,25%. Isso pode fazer com que a rentabilidade da poupança fique abaixo da própria inflação", explicou Rocco.

A alternativa apresentada pelo economista é buscar títulos de renda fixa que pagam a inflação e mais taxas. Fundos imobiliários também são uma opção. "O investidor tem que ser muito seletivo e cuidadoso. Tem que analisar caso a caso", concluiu.