Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Brusque terá um dos jogos mais decisivos da história

Faltam duas partidas para o time catarinense garantir o acesso à Série C
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 14/07/2019 - 13:25
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

O Brusque pode conseguir um feito inédito em sua história. A equipe comandada por Waguinho Dias entrará em campo amanhã (14) pelo jogo de ida das quartas de finais da Série D, contra o Juazeirense. Serão duas das partidas mais importantes para o clube, junto com o título catarinense de 1992.

"Eu sempre mencionei que deveríamos fazer uma boa campanha para decidir em casa. O fator casa é preponderante, se você souber jogar bem fora e trazer para cá, da maneira que estamos jogando com o nosso torcedor", disse o treinador logo após a vitória por 3 a 0 contra o Boavista, na última segunda-feira (8).

Nas dez partidas disputadas até aqui, a equipe catarinense venceu sete, empatou duas e perdeu uma. Foi a melhor campanha da Série D até o momento, confirmando o confronto contra o Juazeirense, da Bahia, o pior entre os oito classificados. O Brusque já eliminou o Hercílio Luz e o Boavista nos mata-matas.

O Catarinense de 1992

A edição de 1992 do Campeonato Catarinense contou com 14 equipes participantes. A final foi entre Brusque e Avaí, terminando com título para o Quadricolor. Naquela competição o Criciúma terminou em 5º lugar. Além do título, a torcida pode vibrar com o rebaixamento do Blumenau, um dos rivais da equipe.

Depois o time passou por altos e baixos, conquistando a segunda divisão estadual em 1997, 2008 e 2015. Na última volta, em 2016, logo garantiram a 5ª posição na elite, subiram uma na temporada seguinte e no ano passado, mesmo com a 7ª colocação, conseguiram vaga para a Série D. Neste ano novamente o Brusque foi 6º colocado.

Zebra para cima do Corinthians

Em 2017 o Brusque eliminou o Remo na primeira fase da Copa do Brasil, vencendo por 2 a 1. Na segunda fase o duelo foi contra o Corinthians, em partida única disputada no estádio Augusto Bauer. O jogo terminou 0 a 0, num confronto sem grandes emoções. O zagueiro Cleyton, que esteve naquela partida, continua na equipe.

Nas cobranças de pênaltis, logo na primeira, Jadson, do Corinthians, chutou para fora. Os dois times foram acertando as batidas seguintes, até que o lateral João Carlos teve a chance de garantir a vaga para o Brusque, mas mandou no travessão. Depois foi a vez do outro lateral, Carlos Alberto, chutar para fora. Coube a Ángel Romero confirmar a vaga para os paulistas.

Tags: brusque Série D