Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Alunos de Nova Veneza escrevem sobre o futuro da cidade  

Cartas foram enterradas em uma cápsula e serão abertas daqui 20 anos 
Redação
Por Redação Nova Veneza, SC, 18/06/2021 - 15:18
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo e Secretaria de Educação, realizaram um trabalho nas escolas de Nova Veneza, em comemoração ao aniversário de 130 anos da cidade. Cada turma, das escolas municipais e estaduais, foi incentivada a escrever uma carta de como imaginaria o município daqui a 20 anos. E na manhã desta sexta-feira (18), elas foram colocadas em uma cápsula e enterradas em frente ao Museu do Imigrante Cônego Miguel Giacca, o município comemorar 150 anos.  

Foram mais de 100 cartas, que tiveram a participação de crianças que ainda estão na creche até as do ensino fundamental. “Tivemos desde sonhos bem imaginativos até sonhos que buscam uma realidade mais próxima do nosso município. As crianças se permitiram sonhar e é isso que queremos que elas façam. Estamos vivendo uma época de pandemia, então além de ser uma forma de registro, é uma forma de sonhar. Queremos que as nossas crianças e adolescentes sonhem nesses próximos 20 anos, e também corram atrás deles”, comentou a secretária de Cultura, Esporte e Turismo, Carolina Ghislandi.   

Todas as 12 instituições de ensino da prefeitura e mais três escolas da rede estadual participaram da atividade. “Foi trabalho desde o infantil até os mais velhos da escola, as crianças do infantil, como não conseguem escrever, fizeram desenhos e trabalhos junto às professoras, para que elas também participem e já façam parte da história do município daqui 20 anos, quando abriremos a cápsula com eles já adultos”, pontua o secretário de Educação, Heriton Sandrini.   

Quem participou da atividade foi a Ruth Victória Melo Coral, de 15 anos, que estuda na Escola Municipal Bairro Bortolotto. “Foi bem legal poder pensar junto com os meus colegas, a gente teve muita ajuda das professoras e foi um trabalho bem legal de ser feito. Tivemos muita aproximação entre os colegas, foi um grande aprendizado para a gente. Tomara que daqui 20 anos a cidade esteja da maneira que a gente sonhou”, conta a aluna.