Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ala do PSL emite nota contestando presidente do partido

Grupo entende que Esmeraldino deveria deixar a presidência do PSL
Por Francieli Oliveira Criciúma, 08/01/2019 - 17:57Atualizado em 09/01/2019 - 08:01
Lucas Esmeraldino conduziu a montagem do PSL em Santa Catarina
Lucas Esmeraldino conduziu a montagem do PSL em Santa Catarina

O PSL enfrenta sua primeira crise interna. Uma ala do partido, denominada D'A #DireitaAraranguá, emitiu uma nota contestando atitudes do presidente da sigla, Lucas Esmeraldino.

As opiniões contraditórias, estão, especialmente, ligadas à escolha de nomes para compor o novo governo. O alvo, porém, é apenas Esmeraldino isentando o governador Carlos Moisés.

Os desentendimentos vieram à tona de forma mais contundente, no fim de semana, quando Tiago Savi Mondo, indicado para a Santur, declinou do cargo após um grupo do PSL contestar sua participação no governo devido à um posicionamento contrário à Jair Bolsonaro (PSL) na campanha eleitoral.

Na segunda-feira, Esmeraldino emitiu nota solicitando apoio ao governo nesse período de transição, quando alguns nomes precisam ser mantidos.

Para os descontentes dentro do PSL, Esmeraldino deveria se concentrar na Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e deixar a presidência do partido.

O grupo ainda critica a maneira como a Executiva estadual foi conduzida após o período eleitoral.